Dia a dia

Preso bando que fez família refém em assalto a pet shop no Parque das Laranjeiras

O delegado do 12º DIP, Rafael Guevara, informou que as investigações vão continuar para tentar identificar os demais suspeitos que participaram do crime - foto: Ione Moreno

O delegado do 12º DIP, informou que as investigações vão continuar para tentar identificar os demais suspeitos que participaram do crime – foto: Ione Moreno

Um ex-funcionário e dois outros suspeitos foram presos pela Polícia Civil, acusados de planejar o assalto a um pet shop localizado na rua Vicente de Santa Cruz, bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul, no último dia 14 de janeiro. Na ação, 15 pessoas foram feitas reféns, amarradas, vendadas e amordaçadas. O grupo levou R$ 4 mil, televisores e outros aparelhos eletrônicos.

As prisões realizadas por investigadores do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) ocorreram na tarde de ontem, em locais distintos, não repassados pela polícia. O ex-funcionário Daniel Fonseca Silva, o “Back”, 20, Manoel Moura Ferreira Filho, 23, e Gilson Palheta Teixeira, 22, foram detidos por envolvimento no crime e indiciados pelo roubo. O último suspeito, além de ser indiciado, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

De acordo com o titular do 12º DIP, Rafael Guevara, as investigações vão continuar para tentar identificar os demais suspeitos que participaram do crime. “Conseguimos chegar nos três, mas estamos tentando identificar os suspeitos que invadiram o estabelecimento e mantiveram as vítimas reféns. Daniel foi quem repassou algumas informações”, explicou.
História

No dia do crime, cinco criminosos armados entraram no pet shop, em seguida foram até a casa da vítima, que fica nas proximidades, amarraram e torturaram o grupo de reféns, aproximadamente, por quatro horas.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir