Sem categoria

Preso após denúncia, homem confessa ter matado mãe e filho, na Compensa

O homem foi preso por policiais do Policiamento de Área Oeste (CPA-Oeste), após uma denúncia da própria família do suspeito - foto: Janailton Falcão

O homem foi preso por policiais do Policiamento de Área Oeste (CPA-Oeste), após uma denúncia da própria família do suspeito – foto: Janailton Falcão

Eldimar Figueiredo Ribeiro, 23, foi preso na manhã desta segunda-feira (14) pela Policia Militar, em uma vila, localizada no bairro, Educandos, Zona Oeste de Manaus.

O homem é o suspeito de cometer o duplo homicídio da dona de casa Rosely de Castro Marinho, 41, e do filho dela, Mateus Marinho Martins, de 17 anos.

Mãe e filhos foram encontrados mortos dentro da casa onde moravam, localizada no bairro Compensa, Zona Oeste da cidade, no dia 6 deste mês.

O homem foi preso por policiais do Policiamento de Área Oeste (CPA-Oeste), após uma denúncia da própria família do suspeito, informando a localização dele.

De acordo com o subcomandante do CPA-Oeste, Major Ubirajara Rosse, durante a prisão, o criminoso confessou o crime e deu detalhes sobre o fato. “Ele falou que matou a mulher primeiro, em seguida matou o adolescente, que ainda chegou a travar luta corporal com o suspeito antes de ser moto”, contou.

Os policiais militares conduziram o suspeito para a sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde serão tomadas as medidas cabíveis.
Relembre o caso

Rosely e seu filho Mateus foram encontrados mortos na manhã do dia 6 de dezembro, dentro da própria residência onde moravam, na rua Campos Sales, bairro compensa 2, Zona Oeste de Manaus.

Segundo relatos, os corpos foram encontrados por uma filha de Rosely, de nome não revelado, que teria ido visitar a mãe.

A vítima estava deitada sobre a cama, num quarto, toda ensanguentada e nua, enquanto o jovem, que tinha problemas para falar e ouvir, estava na sala, também com diversas perfurações de arma branca pelo corpo.

Por Mara Magalhães

1 Comment

1 Comment

  1. Justiça

    14 de dezembro de 2015 at 18:03

    Pena de morte pra esse verme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir