Economia

Presidente da Fieam será agraciado com a Medalha do Mérito Empresarial

O presidente Antonio Silva será agraciado com a Medalha do Mérito Empresarial “J.G. Araújo - foto: divulgação

O presidente Antonio Silva será agraciado com a Medalha do Mérito Empresarial “J.G. Araújo – foto: divulgação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, Antonio Silva, será agraciado com a Medalha do Mérito Empresarial “J.G. Araújo”, concedida pela Associação Comercial do Amazonas (ACA). Os detalhes da cerimônia de homenagem, marcada para o dia 24 de junho, no Auditório Gilberto Mendes de Azevedo, foram acertados na visita ao presidente da FIEAM pelo presidente da ACA, Ismael Bicharra Filho, nesta quarta-feira (20).

“Para nós que nascemos da ACA é uma honra receber a homenagem, vamos comparecer e dignificar a honraria, outorgada por essa entidade centenária”, disse Antonio Silva, em agradecimento à indicação. Na cerimônia serão comemorados os 144 anos de fundação da Associação.

De acordo com Bicharra, a homenagem ao presidente da FIEAM deve-se à parceria e apoio recebidos, principalmente por sua liderança junto às classes produtoras por meio da Ação Empresarial, onde estão representadas as entidades da indústria, comércio, serviços e agricultura. “É um reconhecimento à parceria e apoio recebidos por nós. A ACA tem muito a agradecer à FIEAM, que, de forma gentil, sempre nos ajuda”, disse.

Também serão homenageados com a medalha J.G. Araújo, a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho, da 11ª Região, Maria das Graças Alecrim Marinho, o secretário de Estado de Cultura (SEC), Robério dos Santos Pereira Braga, secretário de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Thomaz Nogueira, e o economista da Federação do Comércio do Estado do Amazonas (Fecomercio), José Fernando Silva.

Em 28 anos de existência da Medalha J.G. Araújo, a ACA já agraciou 254 personalidades do Amazonas, entre eles, os conselheiros da FIEAM, José Nasser, na época presidente da entidade, e Moysés Benarrós Israel, fundador da instituição. “A homenagem é um reconhecimento àqueles que representam os mais altos princípios morais, norteados por comportamento individual e coletivo, especialmente em defesa dos interesses do Amazonas”, disse Bicharra.

 

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir