Política

Presidente da Câmara Municipal de Coari ‘reabilita’ ex-secretários

Ex-prefeito de Coari, Iranilson Medeiros, nomeou para a Câmara Municipal seus ex-secretáriosfoto - Alberto César Araújo

Ex-prefeito de Coari, Iranilson Medeiros, nomeou para a Câmara Municipal seus ex-secretáriosfoto – Alberto César Araújo

O presidente da Câmara Municipal de Coari, vereador Iranilson Medeiros (DEM) contratou os advogados Elton Barreto Rodrigues e Aldevan Souza Cordovil como procuradores do Poder Legislativo.

Ambos já advogaram ou advogam em favor de Iranilson no processo em que tenta cancelar os votos do segundo colocado nas eleições, o atual prefeito Raimundo Magalhães (PRB) e retornar ao comando da prefeitura do município.

Tanto Elton Barreto como Aldevan Cordovil já foram ex-secretários do município na gestão de Medeiros, enquanto prefeito interino. O primeiro foi o secretário de Finanças e, o segundo de Educação. Aldevan Cordovil também foi candidato pelo PTN para deputado estadual nas últimas eleições.

Durante visita do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), o procurador-geral, Fábio Monteiro constatou que mais de 6 mil crianças estavam fora das salas de aula na zona rural por falta de merenda e combustível para o transporte escolar, atraso no pagamento de catraieiros (embarcações que fazem transporte de alunos e professores) e salários atrasados dos professores.

Na justificativa do ex-secretário que foi chamado pelo procurador à época, a secretaria de Educação estava sem recursos para regularizar os serviços e iniciar o ano letivo.

Já o advogado Elton Barreto Rodrigues, que estava na secretária de Finanças, mantinha em atraso os pagamentos de salários de servidores e fornecedores da prefeitura. Inclusive, Rodrigues também esta sendo alvo de denúncias junto ao MP-AM de usar verbas federais para outras finalidades.

CPI contra Magalhães

Na mesma publicação de ontem (11), o presidente da Câmara de Coari, Iram Medeiros também nomeou o ex-secretário de Comunicação da prefeitura, em sua gestão, Franklin Thompson, como novo assessor de comunicação da Câmara Municipal. Como o cargo não existia, o presidente o criou.

Também foi publicado no Diário da Associação dos Municípios a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que irá apurar as supostas trocas de mensagens via WhatsApp entre o atual prefeito, Raimundo Magalhães e o empresário Thiago Caliri Queiroz.

De acordo com a assessoria da Câmara Municipal, os trabalhos da Comissão devem encerrar até o dia 20 de junho. “Amanhã [hoje] será a primeira sessão da Comissão, na qual ouvirá os envolvidos com depoimentos. A sessão está marcada para às 17 horas de hoje e pode seguir até amanhã, caso haja necessidade”, explicou Thompson.

 

Por Moara Cabral (Jornal EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir