País

Presa professora que aliciava crianças em creche no Rio e enviava fotos íntimas para advogado

Os policiais chegaram até os dois após denúncias encaminhas pelo Ministério Público - foto: divulgação

Os policiais chegaram até os dois após denúncias encaminhas pelo Ministério Público – foto: divulgação

A professora de uma creche na Baixada Fluminense, Tatiana Mara Araujo, de 39 anos,  foi presa nesta quarta-feira (27) suspeita de participar de uma rede de pedofilia, juntamente com o advogado Roberto Malvar Paz, de 63 anos.

De acordo com policiais civis da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) a professora enviava fotos das partes íntimas das crianças para o advogado.

Os policiais chegaram até os dois após denúncias encaminhas pelo Ministério Público. A 1ª Vara Criminal de Duque de Caxias, que expediu mandados de prisão e de busca e apreensão contra ambos.

Roberto é sócio de um renomado escritório de advocacia, no Centro do Rio, onde foi apreendido vasto material pornográfico envolvendo menores de idade, como fotos e vídeos — o próprio Roberto aparecia em parte das imagens, inclusive. Ele foi preso em casa, no Grajaú, na Zona Norte.

As investigações apontaram que parte das crianças era levada a motéis para encontros com o advogado, que é casado e pai de dois filhos. Em um dos vídeos achados pela polícia, a própria Tatiana é filmada abusando de uma menina de cerca de 4 anos dentro da creche.

As imagens mostraram ainda que a relação entre os dois presos já durava pelo menos uma década. Em fotografias de 2007, ambos já apareciam juntos de crianças.

— Ela se valia do ofício de professora para aliciar as crianças — disse Cristiana Bento, delegada-titular da DCAV.

Tatiana admitiu aparecer em fotos com crianças nuas “uma única vez.”

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir