Dia a dia

Presa dupla que vendia entorpecentes no bairro São José Operário

a polícia chegou até a dupla após várias denúncias anônimas feitas ao gabinete do delegado-geral  - foto: Arthur Castro

a polícia chegou até a dupla após várias denúncias anônimas feitas ao gabinete do delegado-geral – foto: Arthur Castro

O autônomo Renan do Nascimento Marques, 32, foi preso, e um adolescente de 16 anos, apreendido, na manhã desta terça-feira (26), na rua Rip Rap, bairro São José Operário, Zona Leste, por tráfico de drogas. Eles foram apresentados durante esta tarde na sede da Delegacia Geral, Zona Centro-Oeste.

Conforme informações do delegado titular da Delegacia Interativa (DI) e coordenador do projeto ‘Caravana da Cidadania nas Escolas e Comunidade’, Henrique Brasil, a polícia chegou até a dupla após várias denúncias anônimas feitas ao gabinete do delegado-geral da instituição, Francisco Sobrinho, informando que eles comercializavam entorpecentes nas proximidades de uma escola.

Os policiais civis foram até o local e avistaram a dupla. Ao se aproximar dos suspeitos, um dos policiais se passou por comprador e, quando perguntou o valor do produto ilícito, anunciou a prisão.

“Recebemos uma denúncia e demos início às investigações. Estávamos monitorando a ação criminosa há cerca de sete dias e hoje, conseguimos efetuar o flagrante. A dupla estava com os entorpecentes dentro de uma sacola, anunciando e vendendo para as pessoas que passavam pelo lugar, incluindo estudantes. Eles chegaram até a oferecer drogas aos policiais, que estavam descaracterizados. Nesse momento Renan recebeu voz de prisão”, declarou o titular da DI.

Com a dupla foram apreendidos 254 porções de entorpecentes com aspecto de maconha, 103 trouxinhas de oxi, além de R$ 103 em espécie.

Em depoimento, na unidade policial, os infratores argumentaram que estavam comercializando drogas há três meses e tinham preferência por lugares com bastante movimentação de estudantes, como escolas e praças, onde os produtos ilícitos eram vendidos.

Renan foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

O adolescente irá responder por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele será conduzido à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir