Dia a dia

Presa dupla que torturou e matou estudante em Manaus

A dupla foi presa na tarde de terça, na Zona Leste – foto: Ana Sena

A dupla foi presa na tarde de terça, na Zona Leste – foto: Ana Sena

Foram apresentados na manhã desta quarta-feira (29) á imprensa a doméstica Ruth Helena do Rosário Gomes, 28, e o desempregado Eduardo Castilho Ferreira, o ‘Big Bull’, 21, suspeitos de torturarem, esfaquearem e enterrarem a estudante Mayara Rodrigues Dias, 22, em 4 de dezembro de 2014.

A dupla foi presa na tarde de ontem (28), na rua Carolino, bairro João Paulo 2, Zona Leste. Outro envolvido do crime, identificado como Fabio Pontes Brasil, 23, está sendo procurado.

Conforme a polícia, a vítima furtou um revólver calibre 38 que pertencia a Eduardo e, por conta disso, o traficante chegou a pedir R$ 1.500 pela arma, mas como a estudante não pagou, ele a matou.

Em depoimento, ‘Big Bull’ disse que foi ao Igarapé do Buritizal, onde a estudante foi enterrada para confirmar se ela estava mesmo morta.

Conforme a Polícia Civil, após furtar a arma de Eduardo, Mayara foi a uma ‘boca de fumo’ e a vendeu para comprar entorpecentes. Ainda segundo a polícia, a vítima e Ruth eram amigas e comercializavam entorpecentes para Eduardo.

A adjunta da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), Sansha Sodre, informou que Fabio foi quem segurou a vítima para que Ruth desferisse três facadas na estudante. “Nós estamos investigando o envolvimento de mais pessoas no crime”, disse a delegada.

A dupla foi autuada pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e ocultação de cadáver. Após prestarem depoimento, eles foram levados à cadeia pública, no Centro.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir