Sem categoria

Presa dupla que matou professor de inglês no Japiim; um dos assassinos era amante da vítima

A dupla foi autuada por homicídio qualificado por motivo fútil - foto: Ana Sena

A dupla foi autuada por homicídio qualificado por motivo fútil – foto: Ana Sena

Patriky Anderson Coelho de Andrade, 24, e Kael Lucas Rodrigues dos Santos, 22, foram apresentados na manhã desta quarta-feira (27), na sede da Delegacia Geral, na Zona Oeste, como os autores da morte do professor de inglês Renato Neves da Silva, 49, que era cadeirante. O primeiro era amante da vítima.

O crime ocorreu na tarde do dia 1º de outubro de 2015, na rua Francisco de Miranda, conjunto 31 de março, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus.

A dupla foi presa na tarde dessa terça-feira (26), em cumprimento a mandado de prisão expedidos na última segunda-feira (25) pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Kael foi preso em via pública, rua Ramos Ferreira, Centro, e Patriky na casa da avó dele, situada beco Brasil, bairro Japiim, Zona Sul.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, o crime ocorreu por motivo fútil. Patriky matinha um relacionamento homoafetivo com a vítima há 5 anos e, tinha total liberdade de entrar na casa do professor, além de ter as senhas dos cartões de crédito dele, mas segundo ele estava precisando de dinheiro e por isso resolveu cometer o crime.

“ Ele falou em depoimento que estava precisando de dinheiro e, por isso resolveu arquitetar o plano. No dia do fato, Patriky combinou mais um programa com a vítima e foi para a casa dela. Os dois estavam na cama quando Kael entrou pelos fundos do imóvel e começou a golpear o professor”, disse o delegado.

Os criminosos fugiram levando vários pertences da vítima, como os cartões de créditos, celular, tablete e um notebook.

“Conseguimos efetuar a prisão deles após o rastreamento das compras que foram feitas pelos suspeitos com os cartões da vítima, uma semana depois da morte. Eles ainda venderam o notebook do professor em um site de comparas e vendas na internet. A partir dessas informações conseguimos chegar até esses criminosos”, finalizou o delgado.

Em depoimento à polícia, Kael confessou o crime e falou que desferiu 12 facadas no professor e que Patricky também efetuou alguns golpes na vítima.

A dupla foi autuada por homicídio qualificado por motivo fútil. Após os procedimentos legais, os dois serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Por Mara Magalhães

Com informações de Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir