Dia a dia

Presa dupla envolvida em ‘chacina’ no Jorge Teixeira 4. Outros três estão foragidos

Os dois homens foram autuados por homicídio. Após os procedimentos serão encaminhados a Cadeia Pública - Ana Sena

Os dois homens foram autuados por homicídio. Após os procedimentos serão encaminhados a Cadeia Pública – Ana Sena

O vigilante Andrews Morreria Vidinha, conhecido como ‘Careca’, 27, e Jairo Costa Marinho, 31, foram apresentados na manhã desta segunda-feira (21), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), suspeitos de envolvimento na chacina que ocorreu durante o ultimo sábado (19), no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, quando morreram quatro pessoas de uma mesma família.

Os homens foram presos horas depois do homicídio, sendo Jairo na rua 9, no Jorge Teixeira 4ª etapa. Já Andrews se apresentou na sede da DEHS ao saber que estava sendo procurado.

De acordo com o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, a dupla foi quem forneceu as armas, para os suspeitos cometerem o crime, sendo dois revólveres calibre 38 e uma pistola calibre 12. “Por ser vigilante, Andrews tem facilidade em ter armas. Ele já forjou ser assaltado duas vezes, para poder passar essas armas para terceiros, tem alguns Boletim de Ocorrência (BO), registrado sobre essa situação contra ele”, disse Martins.

Ivo Martins relatou que os três suspeitos de matarem a família são Hugo Leandro dos Santos Machado, o ‘Léo’, Leandro dos Santos Machado, conhecido como ‘Peixinho’, e Frank Wilton Pereira da Silva vulgo ‘Frank’.

Foragido-Frank-Vulgo

Na noite anterior ao crime eles estavam na companhia de duas adolescentes em um motel do bairro consumindo bebidas e droga. Oor volta das 6h, foram até a residência de Andrews e de Jairo e pegaram as armas, e em seguida foram à casa das vítimas.

O delegado ainda informou que o alvo do homicídio era o adolescente identificado como Vando dos Santos Buemo, 17, conhecido como ‘Gustavo’, já que ele teria matado Victor Oliveira Vasconcelos, 20, no dia 15 deste mês, também no Jorge Teixeira. A vítima era amigo dos suspeitos da chacina.

“O motivo do crime foi vingança, já que Victor era amigo dos autores. Como eles não encontraram o Gustavo na residência, mataram a família dele. O Gustavo já foi detido e encaminhado a Delegacia do Menor Infrator. Ele falou em depoimento que não estava na casa, pois sabia que estava correndo risco de vida”, completou o delegado.

Após cometer o crime, os suspeitos se envolverem em um acidente na avenida Grande Circular. Nesse momento, o trio fugiu e as meninas que estavam com eles acabaram sendo detidas pela polícia e conduzidas à DEHS.

“Em depoimento, as jovens relatam como tudo aconteceu. Foi a partir daí que chegamos até ao Andrews e o Jairo”, finalizou a autoridade policial.

Em depoimento Andrews se diz inocente. “Eu não conheço nenhum dos acusados e nenhuma das vítimas. Eles pegaram o cara errado, por que os verdadeiros culpados estão livres”, disse.

Os dois homens foram autuados por homicídio. Após os procedimentos serão encaminhados a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus. As meninas serviram como testemunhas e após serem ouvidas serão liberadas.

Os três autores das mortes continuam foragidos. Os mesmo já possuem mandados de prisão preventiva em aberto.

Por Mara Magalhães

Colaborou Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir