Dia a dia

Presa autônoma que matou estudante a facada, em dezembro, na Ponta Negra

Autônoma foi autuado pelo crime de homicídio. Após os procedimentos cabíveis será levada para o Centro de Detenção Provisório - foto: Ana Sena

Autônoma foi autuado pelo crime de homicídio. Após os procedimentos cabíveis será levada para o Centro de Detenção Provisório – foto: Ana Sena

A autônoma Kethelen Kendelen Souza da Silva, 18, foi apresentada na manhã desta sexta-feira (1), na sede da Delegacia Geral, na Zona Oeste de Manaus, suspeita de ter matado a facada a estudante Laryssa Rayany de Sousa Mesquita, no dia 13 de dezembro de 2015, no Complexo Turístico Ponta Negra, também na Zona Oeste.

Kethelen foi presa na tarde dessa quinta-feira (31), no Terminal de Integração (T3), bairro Cidade Nova, Zona Norte da capital, em cumprimento a mandado expedido no dia 29 de janeiro deste ano, pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

De acordo com o delegado titular do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Leonardo Portella, no dia do crime, a vítima estava com o namorado, que não teve o nome divulgado, participando de um luau na Praia da Ponta Negra e, no momento que estava deixando o local, teria iniciado uma discursão com a suspeita, que estava na companhia de amigos.

Ainda conforme o delegado, a vítima e a suspeita se conheciam há três anos e eram de gangues rivais. Durante a briga, a autônoma desferiu uma facada que atingiu a virilha da vítima.

A estudante ainda foi socorrida pelo Serviço Atendimento Móvel Urgência (Samu) e levada para o Hospital-Pronto Socorro João Lucio, onde passou quatro dias internadas, mas não resistiu ao ferimento.
Segundo a autoridade policial, Kethelen Kendelen foi reconhecida por testemunhas como a autora do homicídio.

Autônoma foi autuado pelo crime de homicídio. Após os procedimentos cabíveis será levada para o Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF) situado no quilometro 8 da BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.

Por Mara Magalhães

Com informações de Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir