Mundo

Premiê sérvio abandona memorial de Srebrenica após ser vaiado

Pessoas que acompanhavam as cerimônias de 20 anos do massacre de Srebrenica (Bósnia) -em que 8.000 homens e meninos muçulmanos foram mortos por tropas nacionalistas sérvio-bósnias- lançaram pedras neste sábado (11) contra o local onde estava o primeiro-ministro da Sérvia, Aleksandar Vucic, que foi obrigado a deixar correndo o cemitério memorial, sob a proteção dos seguranças.

Vucic havia acabado de depositar flores diante do monumento com os nomes das mais de 6.200 vítimas identificadas e enterradas no memorial quando a multidão começou a gritar “Alá Akbar” (Deus é grande), a vaiar e a atirar pedras.

Com a proteção dos seguranças, o premiê sérvio conseguiu deixar o local, enquanto os organizadores do evento pediam calma a todos.

Cerca de 50 mil pessoas, incluindo nomes ilustres de 90 países, como o ex-presidente americano Bill Clinton, lembram o episódio histórico, considerado a maior atrocidade em solo europeu desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir