Eleições 2016

Prefeituráveis de Manaus somam mais de R$ 7 milhões em bens

Candidato Professor Queiroz (Psol) foi o único que disse não ter bens a declarar à Justiça Eletoral. Enquanto Silas Câmara (PRB) aparece como o candidato a prefeito mais rico, com patrimônio de R$ 2,7 milhões – foto: divulgação

Candidato Professor Queiroz (Psol) foi o único que disse não ter bens a declarar à Justiça Eletoral. Enquanto Silas Câmara (PRB) aparece como o candidato a prefeito mais rico, com patrimônio de R$ 2,7 milhões – foto: divulgação

Os nove candidatos a prefeito de Manaus, juntos, somam mais de R$ 7 milhões em bens, conforme dados coletados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dentre todos, o mais rico em posses é o deputado federal Silas Câmara (PRB), que se candidatou a prefeito pela primeira vez. Ele declarou um patrimônio avaliado em R$ 2,7 milhões, entre imóveis, veículos e participações societárias em empresas.

Na segunda posição aparece o também deputado federal, Hissa Abrahão (PDT), que disputa o cargo majoritário pela terceira vez consecutiva. Conforme dados do TSE, ele apresentou bens avaliados em R$ 1,7 milhão, o que apresentou um crescimento bem elevado de seu patrimônio, se comparado os bens declarados nas eleições de 2012, quando disputou a eleição como candidato a vice de Arthur Neto (PSDB). Naquele pleito, ele informou ter R$ 160 mil em bens.

Para justificar o crescimento financeiro, Hissa declarou à Justiça Eleitoral que o valor está dividido em seis terrenos, que juntos estão avaliados em R$ 410 mil, além de dois apartamentos, somando o valor de ambos em R$ 295 mil, carros, poupanças e capital em empresas privadas.

Enquanto Hissa aumentou seu patrimônio em 4 anos, aconteceu o efeito inverso a seu adversário político, o prefeito Arthur Neto, que tenta a reeleição. Segundo o site do TSE, o tucano declarou neste ano ter bens avaliados em R$ 160 mil, quando em 2012, ele tinha posses que somavam R$ 651 mil, divididos à época em contas-correntes, um imóvel e dois veículos.

Entre os poucos que adquiriram bens nestes últimos 4 anos está o candidato Henrique Oliveira (SDD), que informou bens totais no valor de R$ 735 mil, divididos em uma casa avaliada em R$ 645 mil e uma caminhonete modelo Amarok 2011/2012, no valor de R$ 90 mil. Em 2012, quando disputou a Prefeitura de Manaus ficando em terceiro lugar no pleito, ele declarou apenas a casa financiada, no valor de R$ 645 mil.

 

‘Companheira’ Kombi

Declarando ter um veículo Kombi no valor de R$ 25 mil que utiliza para fazer campanhas e quatro apartamentos que, juntos custam em torno de R$ 300 mil, o candidato José Ricardo (PT) apresentou bens ao TSE no valor total de R$ 692 mil.

Com imóvel rural e cabeças de gados no município de Envira (localizado a 1.116 quilômetros de Manaus), que somam juntos R$ 56 mil, o candidato Luiz Castro (Rede) declarou como alguns dos bens conquistados nos últimos anos, além deste valor, um imóvel residencial em bairro nobre da cidade, financiado no valor de R$ 500 mil e apartamentos, dois veículos e poupança, fazem parte das aplicações do candidato.

Com um patrimônio avaliado em R$ 399 mil, Marcelo Ramos (PR) disse ao TSE que tem dois apartamentos, títulos de capitalização e dois lotes de terrenos localizados no município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus).

Ex-prefeito de Manaus, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) declarou ter R$ 728 mil em bens, a maioria é parte de herança de sua esposa, herdada dos pais. Outra parte do patrimônio está dividido em terrenos, veículos e contas bancárias. Dos nove candidatos, o único que não declarou nenhum bem foi o Professor Queiroz, do Psol.

Vices milionários

Entre os candidatos a vice-prefeitos mais “ricos” aparecem o deputado estadual Adjuto Afonso (PDT), que informou ter R$ 4,7 milhões em bens declarados, entre terrenos, participação em empresa, carro, apartamentos e poupanças. Em segundo lugar, está Josué Neto (PSD), com um patrimônio no valor de R$ 2,1 milhões.

Marcos Rota (PMDB) declarou ter como valor total de renda R$ 330 mil, divididos em lotes de terrenos, conta-corrente e apartamento. Seguidos dos candidatos, Amadeu Teixeira (PSC) com R$ 324 mil.

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir