Dia a dia

Prefeitura realiza treinamento para campanha de vacinação contra a gripe

Semsa está se preparando para o Dia “D” da campanha – Divulgação

Profissionais de saúde que atuam na zona Sul de Manaus participaram na manhã desta terça-feira, 11/04, da preparação para a 19º Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (Gripe). O treinamento aconteceu no auditório do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul) e será encerrado nesta quarta-feira, 12/04, reunindo enfermeiros e técnicos de enfermagem de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), de policlínicas e de equipes da Estratégia Saúde da Família.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informa que a Semsa está se preparando para o Dia “D” da campanha, com data ainda a ser fechada, quando serão mobilizados 4,5 mil profissionais de saúde e montados 959 postos de vacinação em Manaus.

“Além do dia D, a Semsa trabalha com ações de pré-campanha, que devem ser iniciadas ainda este mês, e de pós-campanha. Os profissionais estão sendo treinados para receber informações atualizadas sobre a vacina, ações de logística, público alvo, registro da estatística de vacinação e estratégias utilizadas para alcançar os grupos prioritários”, explica Homero de Miranda Leão.

A Semsa está aguardando o Ministério da Saúde enviar as doses da vacina para definir os períodos de pré e pós-campanha.

A meta da Campanha este ano é a imunizar 366 mil pessoas na capital. De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização do Disa Sul, Izabel Nascimento, os profissionais que participam do treinamento estão sendo orientados principalmente sobre as mudanças nesta edição da campanha, como a inclusão de professores no grupo prioritário para a vacinação contra a gripe.

“A maioria dos profissionais que participam do treinamento já trabalhou em campanhas de vacinação nos anos anteriores, mas é importante reforçar as informações e orientar sobre as mudanças que ocorrem, estabelecendo novas estratégias de atuação”, destaca Izabel Nascimento.

Além dos professores, o público alvo para a vacinação contra a gripe são trabalhadores da saúde; indígenas (aldeados e assistidos pela Secretaria Especial de Saúde Indígena); crianças na faixa-etária de 6 meses a menores de 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Izabel Nascimento explica que no período de pré-campanha as equipes deverão trabalhar de acordo com a demanda identificada em cada área de atuação, fazendo, por exemplo, a busca ativa de idosos acamados, crianças em creches e escolas, trabalhadores de saúde em hospitais e clínicas.

“Já o Dia D será um momento de grande mobilização, com a disponibilização de postos de vacina em pontos estratégicos, de fácil acesso e grande movimentação de pessoas. Na pós-campanha, as Unidades de Saúde irão atuar na vacinação do público remanescente, que não compareceu no Dia D para se imunizar contra a gripe”, reforça Izabel Nascimento.

Com informações da assessoria

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top