Dia a dia

Prefeitura inicia serviço de recuperação da avenida Buriti, no Distrito Industrial

A recuperação da principal via do Distrito Industrial está sendo realizada por meio de administração direta - foto: divulgação

A recuperação da principal via do Distrito Industrial está sendo realizada por meio de administração direta – foto: Alex Pazuello/Semcom

Acabou o impasse. A prefeitura de Manaus iniciou as obras de recuperação emergencial do Distrito Industrial. Na manhã desta quarta-feira (16) o prefeito Arthur Virgílio Neto acompanhou a realização dos serviços de tapa-buracos na avenida Buriti, principal via de acesso do Polo Industrial de Manaus (PIM), e disse que a cidade não pode ficar à sombra de intrigas políticas.

“Eu não gosto de jogo de empurra e resolvermos fazer aquilo que a população precisa. Não temos como fazer um recapeamento completo, mas estamos fazendo o que é possível dentro dos nossos recursos, mesmo não sendo uma responsabilidade nossa”, disse o prefeito.

Ainda segundo Arthur Neto, a administração das ruas do Distrito Industrial sempre esteve a cargo da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e a prefeitura nunca recebeu recursos para realizar quaisquer melhorias viárias no local. As últimas duas vezes que a Suframa teve recursos em caixa, para tal fim, fez convênios com o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) e com o Governo do Estado.

“Não posso mais ficar nessa pendência. O importante é não deixarmos essa impressão ruim de um Distrito Industrial cheio de buracos e crateras. Começamos pela avenida Buriti e já estamos estudando a responsabilidade de estender os trabalhos em outras vias do Distrito”, completou o chefe do Executivo Municipal.

Os trabalhos de recuperação viária estão sendo executados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e tiveram início ainda na última terça-feira, 15, no trecho entre as ruas Matrinxã e Içá. A ação de tapa-buracos conta com um trabalho intensificado de preparação de base, utilizando pedras rachão e brita para compactar o solo. Esse tipo de material aumenta a durabilidade do asfalto, que se torna mais resistente ao impacto de veículos pesados.

Para o taxista Marcelo Simões, de 43 anos, a medida vem ao encontro de um anseio antigo das pessoas quem vivem e trabalham no Distrito Industrial. “O prefeito mostrou que tem pulso forte e que é capaz de atender as necessidades de Manaus, mesmo com poucos recursos. Nós só temos a agradecer, porque além do perigo ao trânsito, os buracos também causam muitos prejuízos financeiros para os condutores que passam aqui com frequência”, afirmou.

A ação será levada por toda a extensão da avenida Buriti chegando até as bolas da Suframa e do Armando Mendes. No primeiro dia de trabalho, mais de 40 toneladas de asfalto foram usadas. Um segundo trecho, que deve ser priorizado, fica entre a avenida Cupiúba e rua Ipé, sentido Bola da Suframa.

Recursos próprios

A recuperação da principal via do Distrito Industrial está sendo realizada por meio de administração direta, ou seja, com recursos próprios.

A prefeitura ressalta que o trabalho realizado, nesse momento, é paliativo, atendendo a uma necessidade iminente da população, não se furtando de asfaltar e recuperar de forma permanente as ruas do Distrito Industrial, desde que o Governo Federal repasse os recursos ao Executivo Municipal para que o trabalho seja feito.

Para o completo asfaltamento do Distrito Industrial são necessários cerca de R$ 100 milhões. Hoje, a prefeitura não dispõe desse recurso e lembra que a Suframa sempre procurou retirar o PIM da jurisdição administrativa da Prefeitura de Manaus, ou seja, nunca consultou o Executivo para tomar decisões relativas à infraestrutura.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir