Política

Prefeitura de Manaus vai revisar PCCS de educadores

A intenção do Executivo municipal é atender aos pleitos dos profissionais da Educação - foto: Agência Brasil

A intenção do Executivo municipal é atender aos pleitos dos profissionais da Educação – foto: Agência Brasil

Às vésperas do Dia dos Professores, comemorado no dia 15 deste mês, a Prefeitura de Manaus instituiu uma comissão para revisar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Profissionais da Educação em Manaus. A comissão atuará por seis meses e a revisão afetará, diretamente, professores, pedagógos e diretores de escolas municipais.

O decreto nº 3.188/15 de criação da comissão foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM).

Segundo o decreto, a comissão atuará dentro da Secretaria Municipal de Educação (Semed) com objetivo de “discutir, propor alterações e promover a atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, tendo como princípios norteadores a valorização do Profissional da Educação e a melhoria na   qualidade da prestação dos serviços da rede   pública municipal de ensino”.

De acordo com a presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e membro da comissão de revisão, vereadora Therezinha Ruiz (DEM), a intenção do Executivo municipal é atender aos pleitos dos profissionais da Educação.

“A revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários abrangerá, no âmbito da comissão instituída, todas as reivindicações dos professores municipais e a valorização dos profissionais da educação. Entre as reivindicações estão a melhoria da formação e das promoções dentro da carreira”, disse.

Segundo ela, o objetivo é, ainda, dar subsídios para garantir a formação dos profissionais, com o incentivo a Pós-Graduação. “Teremos seis meses para nos debruçarmos no atual Plano que deve ser melhorado, com a participação de representantes do sindicato e de diversos profissionais da Educação”, disse Ruiz.

Segundo ela, até ontem, não havia previsão para a primeira reunião da Comissão. A comissão é presidida por uma servidora da Semed e é composta por servidores das Secretarias Municipais de Finanças, Tecnologia   da Informação e Controle Interno (Semef) e de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), além de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (Sinteam) e parlamentares municipais.

Por Camila Carvalho

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir