Dia a dia

Prefeitura de Manaus assina pacto com o Unicef para reduzir desigualdades intraurbanas

Em Manaus, foram escolhidos os bairros Jorge Teixeira e Santa Etelvina como prioridade para a execução das ações - foto: Agência Estado

Em Manaus, foram escolhidos os bairros Jorge Teixeira e Santa Etelvina como prioridade para a execução das ações – foto: Agência Estado

Um acordo que visa reduzir as desigualdades, por meio de projetos e ações nas áreas da assistência social, saúde, educação, esporte e lazer foi assinado nesta sexta-feira (15) por duas secretarias municipais de apoio social, da mulher e da educação, pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e pela Plataforma Amazônia do Unicef.  O documento se chama Plano de Trabalho 2016 da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU).

“Nós temos um compromisso de reduzir as desigualdades nos centros urbanos e junto com o Unicef estamos reafirmando este compromisso de esforço conjunto para que o objetivo seja atingido: que as crianças e adolescentes de nossa cidade tenham as mesmas oportunidades em todas as áreas”, afirmou a titular da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Mônica Santaella.

A titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed) Kátia Schweickardt, reafirmou algumas ações que serão desenvolvidas, para contribuir com a redução das desigualdades. “Estamos muito comprometidos, neste ano, com a alfabetização plena. Independente do bloco pedagógico, nós vamos corrigir essa distorção, a alfabetização precária. Ao mesmo tempo, estaremos em um trabalho intenso de chamar as famílias para fazer parte da educação dos filhos. A educação é muito mais do que aquilo que é oferecido na escola. É preciso haver uma participação mais efetiva”, declarou a secretária.

Para a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Nazaré Andrade, é importante traçar metas para que junto ao Unicef e os parceiros surjam ações efetivas que garantam a qualidade de vida dos adolescentes. “Só o CMDCA sozinho não resolve os problemas, assim como os Conselheiros Tutelares sem o apoio da Prefeitura de Manaus também não irão fazer muito. Estamos com novas metas, novos objetivos e o mais importante, unindo esforços em prol das nossas crianças”, garantiu.

Entre as ações que deverão ser implementadas neste primeiro semestre estão cursos em Educação à Distância (EaD) e o lançamento de projetos como o “Viver Melhor Sabendo Jovem” e “Mobilização dos Adolescentes PCU Manaus”.

A Plataforma dos Centros Urbanos é uma parceria entre o Unicef e oito capitais brasileiras (Manaus, Belém, Fortaleza, Maceió, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo) para promover a redução das desigualdades e a garantia dos direitos das crianças e adolescentes que vivem nas áreas mais vulneráveis dos grandes centros urbanos brasileiros. Na capital amazonense, foram escolhidos os bairros Jorge Teixeira e Santa Etelvina como prioridade para a execução das ações.

Segundo a chefe da Plataforma Amazônia do Unicef, Unai Sacona, a estratégia da plataforma se baseia na aferição da redução das desigualdades que afetam crianças e adolescentes nos centros urbanos, na promoção da participação cidadã dos adolescentes e no fortalecimento da integração de políticas públicas intersetoriais voltadas para a infância e adolescência nos territórios vulneráveis.

“Nós acreditamos na priorização das políticas públicas voltadas para crianças e adolescentes. Somente com um trabalho coordenado entre as secretarias, sociedade civil e iniciativa privada é que iremos conseguir bons resultados”, concluiu Unai.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir