Política

Prefeito de Parintins desmente boatos de que renunciará reeleição à prefeitura

 

As sondagens indicaram que o prefeito teria rejeição pessoal e administrativa - foto: Tadeu de Souza

As sondagens indicaram que o prefeito teria rejeição pessoal e administrativa – foto: Tadeu de Souza

Parintins (AM) – Crescem em Parintins ( a 369 quilômetros de Manaus) os rumores de que nos próximos dias, o prefeito Alexandre da Carbrás (PSD) deverá desistir de disputar a reeleição e canalizar a força política de seu reduzido grupo para um dos candidatos à prefeito do município.

Na semana passada, logo após a convenção de seu partido realizada no ginásio de Esportes Elias Assayag, o prefeito, antes de viajar a Manaus, desmentiu de modo veemente as informações veiculadas nas redes sociais dando conta de que iria renunciar à candidatura à reeleição, porém, no seu retorno da capital onde teria ido conversar com a direção de seu partido, o mesmo recolheu-se em sua residência e o assunto da renúncia tomou conta da cidade.

O vereador Ray Cardoso (PMDB) que esteve com o prefeito no dia de ontem, disse para os jornalistas que cobrem a Câmara Municipal que o mesmo lhe confirmou que não pretende mais disputar a reeleição por conta do alto índice de rejeição à sua administração na cidade.

“Ele me falou que vai desistir de disputar a reeleição e terminar a sua gestão, mas que poderá participar do processo eleitoral”, disse.

Ainda  nesta quarta-feira (10), o ex-secretário de Saúde, Marcos da Luz, pessoa de confiança do prefeito, fez uma postagem em uma rede social onde diz que Carbrás poderá desistir de disputar a eleição “não por medo ou covardia mas forçado por outras circunstâncias”.

Hoje, pessoas próximas ao prefeito disseram para o EM TEMPO que ainda esta semana  o mesmo irá convocar uma coletiva de imprensa para esclarecer essa questão.

Os motivos da possível desistência do prefeito Carbrás de disputar reeleição se deve aos elevados índices de desaprovação registrados em sondagens eleitorais encomendadas por ele.

As sondagens indicaram que o prefeito teria rejeição pessoal e administrativa e não haveria mais tempo suficiente para o mesmo recuperar sua imagem.

Por Tadeu de Souza

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir