Sem categoria

Postos de Manaus aderem à ‘Black Friday’ e reduzem preço da gasolina

Os clientes aprovaram a iniciativa do posto e comentam a importância das promoções que visam o aumento da clientel - foto: Márcio Melo

Os clientes aprovaram a iniciativa do posto e comentam a importância das promoções que visam o aumento da cliente – foto: Márcio Melo

Na esteira da promoção do “Black Friday”, alguns postos de combustíveis, em Manaus, baixaram o preço da gasolina para R$ 3,69.

A redução faz parte das estratégias e alternativas de marketing adotadas pelos empresários para driblar a queda nas vendas em função dos últimos aumentos que atingiram a capital amazonense, onde as variações de preços do litro da gasolina vão de R$ 3,69 a R$ 4,05.
Devido aos ajustes abusivos que as bombas de gasolina registraram nos últimos meses e as variações cambiais, que causam os temidos e repentinos reajustes, empresários locais têm registrado queda nas vendas, o que os obriga a adotar descontos.

De acordo com o empresário André Jorge Corrêa, proprietário do Alto posto Brasil, localizado na avenida das Torres, um dos postos que mensalmente usa estratégias de marketing para atrair a clientela, o dia da “Black Friday” foi batizado por ele como o “Dia do Cliente”. Nessa data, os consumidores que frequentarem o posto terão água mineral, pão de queijo e ainda o tradicional cafezinho que são servidos ao cliente no momento em que abastece.

“Nessa promoção denominada ‘Dia do Cliente’, abrimos mão de nossas margens de lucro para satisfazer o cliente por meio da promoção direta na bomba de combustível. Consequentemente, esse dia coincidiu com a data que ocorre a chamada ‘Black Friday’, daí resolvemos nos basear na campanha mundial e realizar a nossa aqui no Estado” pontuou o empresário.

Aprovação

Os clientes aprovaram a iniciativa do posto e comentam a importância das promoções que visam o aumento da clientela. O administrador Alexandre Martins, 30, classifica como importante a iniciativa dos empresários de reduzirem o preço da gasolina.

“Promover promoções que incentivem a clientela, de forma que possamos sentir à vontade de consumir, enquanto aguardamos o serviço de abastecimento”, afirmou Martins.

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir