Sem categoria

Por conta de transmissão de TV, duelo entre Nacional e Remo pela série D é adiado para o dia 10

Duelo entre as duas equipes marcou a inauguração do estádio em 2014 - foto: Diego Janatã

Duelo entre as duas equipes marcou a inauguração do estádio em 2014 – foto: Diego Janatã

Antes marcado para acontecer na tarde de domingo (9), o clássico entre Nacional e Remo-PA foi mudado para a noite do dia 10, segunda-feira. A partida válida pela quarta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro terá como palco a Arena da Amazônia Vivaldo Lima e será transmitida pelo canal Esporte Interativo. Por ser televisionado para todo o país, o jogo começará as 21h30 (de Manaus). Esse novo horário causou estranheza na torcida do Leão da Vila Municipal.

Para o engenheiro de pesca nacionalino, Glauco Barros, a mudança foi ruim devido ser em um dia da semana e provavelmente, causará um esvaziamento do estádio.

“Achei muito ruim a mudança do dia e horário do jogo contra o Remo. Domingo é o dia do futebol. O horário estava bom. No final da tarde, já não estaria tão quente. Agora, ficou complicado para os torcedores. Pretendo ir, mas é difícil para muitos, porque a maioria estará saindo cansado do trabalho e ficará tarde”, explicou o torcedor.

Por acabar quase a meia-noite, muitos torcedores que utilizam o transporte público para prestigiarem as partidas do Nacional, ficaram chateados com a mudança feita pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Para a estudante Jéssica Monteiro, 23, muitos deixarão de ir por conta do perigo de voltar neste horário para suas residências.

“Dificultou para muitos. Vou para os jogos de ônibus e esse horário está muito tarde. Fica perigoso. A maioria da torcida vai de ônibus. Tem pessoas que moram na Zona Leste. Vou para a partida, porque gosto e sempre acompanho, mas conheço muita gente que já desistiu por conta do horário”, citou Monteiro.

Pressão desnecessária

Após a derrota por 2 a 1 para o Rio Branco-AC no último final de semana, alguns torcedores criticaram o treinador Aderbal Lana nas redes sociais. O comandante foi xingado e alguns nacionalinos ainda cogitaram uma mudança no comando técnico da equipe. Para evitar maiores confusões, a diretoria do Leão da Vila Municipal decidiu fechar os portões do Centro de Treinamento Barbosa Filho durante a semana. Ontem (29), um grupo de torcedores protestou contra a postura adota e chegaram a pichar na rua de acesso ao CT frases com dizeres: ‘Fora Lana’.

A atitude de parte da torcida não agradou alguns outros fãs do time. Muitos nacionalinos acharam essa pressão desnecessária e injusta. A torcedora Jéssica Monteiro lembra que Lana já mostrou ter competência e culpou a má exibição a uma parte do elenco que está mostrando má vontade dentro de campo.

“Não concordo com a pressão. Não é porque perdemos um jogo que o time entra em crise. Eles (diretoria) começam a se preocupar por causa da torcida. Acho que o Lana tem serviço para jogar. Falta muita vontade dos jogadores. Eles que precisam melhorar”, concluiu a torcedora.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir