Sem categoria

População de Iranduba se mobiliza pela cassação de prefeito envolvido em falcatruas

“O município é pequeno, mas esperamos reunir pelo menos mil carros, para mostrar toda a indignação dos irandubenses com essas falcatruas”, ressaltou Antônia Maia – foto: Josemar Antunes

“O município é pequeno, mas esperamos reunir pelo menos mil carros, para mostrar toda a indignação dos irandubenses com essas falcatruas”, ressaltou Antônia Maia – foto: Josemar Antunes

Após denúncias de que o prefeito Xinaik Medeiros (PTB) está envolvido no desvio de verbas públicas, a população do município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) está se organizando para pedir a cassação de seu mandato junto à Câmara de Vereadores.

Um documento contendo os embasamentos jurídicos que justificam o pedido foi protocolado na manhã desta segunda-feira (16) junto ao parlamento municipal por representantes do Conselho de Cidadão de Iranduba, uma entidade civil sem fins lucrativos de direito privado, que defende a cidadania de todos que lá residem e trabalham.

“São quatro laudas de documentação embasando o pedido, para que os vereadores não tenham dúvidas quanto à viabilidade e necessidade dessa atitude, mas, caso não nos deem uma resposta positiva, iremos buscar apoio junto a outras instituições, afinal, não tem condições de Xinaik voltar a exercer o cargo”, disse ao EM TEMPO Online o vice-presidente do conselho, Antônio Afonso Maia.

Também sobre este assunto, a prefeita em exercício de Iranduba, Maria Madalena de Jesus, disse em entrevista a uma rádio local na manhã de hoje que espera contar com o apoio dos vereadores, pois a população já está mobilizada e unida em torno dessa proposta.

“Eles pretendem entregar na câmara um abaixo-assinado pedindo a cassação do prefeito, o que espero seja atendido pelos vereadores”, comentou, ressaltando que pretende fazer uma ‘faxina’ na administração municipal.

Ainda segundo o Conselho de Cidadão de Iranduba, o abaixo assinado é uma inciativa dos estudantes do município, com o apoio da entidade, e visa reunir em torno de cinco mil assinaturas. O documento será entregue nesta terça-feira (17) pela manhã, quando também será realizada uma carreata na área urbana do município, com o intuito de chamar a atenção dos parlamentares.

“O município é pequeno, mas esperamos reunir pelo menos mil carros, para mostrar toda a indignação que os cidadãos irandubenses estão com todas essas falcatruas”, ressaltou Antônia Maia.

Desvios
Acusado de chefiar uma organização criminosa que fraudava licitações e desviava milhões em recursos da prefeitura, Xinaik Medeiros foi preso nó último dia 10 de novembro, com mais quatro secretários de sua administração, durante a operação Cauxi, deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM).

O trabalho de investigação que levou à essas prisões foi desenvolvido pelo Grupo de Atuação de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) e outros órgãos de Justiça e fiscalização, no qual apurou-se o desvio de mais de R$ 56 milhões.

Nesta segunda-feira, o MPE-AM ofereceu formalmente à Justiça denúncia contra 13 pessoas suspeitas de envolvimento no esquema, dentre elas o prefeito Xinaik Medeiros.

Por Yndira Assayag

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir