Política

Políticos desistem de disputar cargos nas eleições 2016

Fabrício Lima preferiu ficar na Sejel a tentar a reeleição na CMM, já o PSTU não confirmou o nome de Herbert para disputar a candidatura – foto: divulgação

Fabrício Lima preferiu ficar na Sejel a tentar a reeleição na CMM, já o PSTU não confirmou o nome de Herbert para disputar a candidatura – foto: divulgação

A poucos dias do início das convenções partidárias, na qual partidos irão oficializar os nomes dos respectivos candidatos a prefeito e vereador de Manaus, alguns políticos que já participaram de eleições anteriores e, até com alguma projeção no cenário político, desistiram de participar das eleições municipais deste ano. Os motivos são diversos, desde problemas de saúde, orçamento curto e até mesmo projetos alternativos.

Caso de Fabrício Lima (SDD), que foi eleito vereador de Manaus em 2012 e que se licenciou do cargo para se tornar secretário de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Decidido a ficar na secretaria, Fabrício abriu mão de uma possível reeleição na Câmara Municipal de Manaus (CMM), já que sua prioridade é a secretaria. “Eu resolvi me dedicar à Sejel e agora, como eleitor, vou cobrar dos meus candidatos a prefeito e vereador uma pauta para o esporte, onde eu acredito que possa fazer a diferença na sociedade. Tem grandes nome aí para os cargos que militaram comigo e meu papel agora é cobrar deles”, disse.

Filiado ao Partido Solidariedade, Fabrício revela que pretende conversar com a direção da legenda para definir a sua permanência no SDD. “A única coisa que não quero atrapalhar meu trabalho aqui na Secretaria de Esporte. Penso em ser o melhor secretário”.
Mesma situação é do ex-vereador Mário Bastos (PSD), que já teve três mandatos no Legislativo municipal. Atualmente ele exerce a função como funcionário público de carreira do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Mário destaca que não tem interesse em concorrer a nenhum dos cargos municipais, por estar focado na sua vida profissional dentro do Ibama, mas, que não pretende deixar a política. “O país está vivendo em momento difícil na política e estamos aguardando o desenrolar de tudo, e se tiver como concorrer para deputado estadual em 2018, eu irei à luta. Se não, vamos apresentar alguém da família para dar continuidade ao trabalho que começamos. Uma vez político, sempre político! ”, salientou.

Herbert Amazonas, de fora

Com um histórico de três candidatura à Prefeitura de Manaus, quatro a governo e uma para vereador, Herbert Amazonas, considerado como o eterno candidato do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), não irá participar do processo eleitoral deste ano, por motivo de saúde. Segundo a diretoria do PSTU, que não quis informar o diagnóstico do problema, adiantou que ele resolveu se afastar para fazer os tratamentos necessários em prol do seu bem-estar, e que no futuro próximo estará “firme e forte”, para dar andamento à sua carreira política.

A mesma decisão foi tomada pelo ex-vereador Ademar Bandeira, que se elegeu para uma cadeira na Câmara em 2009, quando ainda estava filiado ao PT. Entretanto, ele não conseguiu se reeleger nas eleições de 2012. O ex-vereador diz que não vai participar desta eleição, por estar se recuperando de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Mesmo com dificuldade na fala, durante a entrevista, Ademar afirma estar bem melhor e que não vai desistir da carreira política e já faz planos para o pleito de 2020. “Não sou mais do PT e estou conversando com o partido Rede Sustentabilidade (Rede), para tentar algo no futuro”, ressaltou.

O único que deixou incerto sobre o seu futuro foi Luiz Navarro (PCB), que já disputou nas eleições de 2014 para governador. Ele disse que quer muito participar das eleições deste ano, seja para prefeito ou vereador, mas, por conta do orçamento curto está praticamente indefinido. “Está complicado por causa do indeterminado acordo entres partidos, ocasionando na indecisão do orçamento que até agora não tem nada”, lamentou.

Por Diogo Dias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir