Dia a dia

Policiais civis realizam protesto pedindo realocação de presos da delegacia de Manacapuru

Sinpol-delegacia

De acordo com o presidente do Sinpol-AM, Moacir Maia, a delegacia do município já está lotada de detentos que, segundo ele, colocam em risco a população e os policiais que realizam os plantões – foto: divulgação

Coordenados pelo Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil Do Estado do Amazonas (Sinpol-AM), pelo menos 50 pessoas, entre policias civis e populares realizaram um protesto, na manhã desta segunda-feira (13), pedindo a realocação de detentos que estão na Delegacia Interativa de Polícia (DIP) para o presídio de Manacapuru (80km distante de Manaus).De acordo com o presidente do Sinpol-AM, Moacir Maia, a delegacia do município já está lotada de detentos que, segundo ele, colocam em risco a população e os policiais que realizam os plantões. “Temos poucos policias no município e apenas três ficam no plantão para cuidar das demandas da cidade e de 39 presos. Eles têm que ir para o presídio e não ficar aqui”, disse o presidente do sindicato.

Maia disse ainda que o serviço está sendo inviabilizado e os policiais estão tendo desvio de funções, além de ficarem vulneráveis na delegacia. “Vamos ficar o dia todo aqui para que isso se resolva. Estamos sabendo que o diretor do presídio teria quebrado uma parte da estrutura para não receber os detentos que estão alocados aqui”, completou.

Apesar da afirmação de Moacir, o motivo do presídio do município estar interditado é o cumprimento de uma ordem judicial. Para os policias e populares que tem algum familiar detido a realocação dos presos para Manaus não é uma opção.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir