Mundo

Polícia usa gás lacrimogêneo em protesto do Dia do Trabalho em Paris

A polícia estima que cerca de 17 mil manifestantes protestaram pela capital francesa contra as reformas trabalhistas que serão votadas na próxima terça-feira (3) - foto: divulgação

A polícia estima que cerca de 17 mil manifestantes protestaram pela capital francesa contra as reformas trabalhistas que serão votadas na próxima terça-feira (3) – foto: divulgação

A polícia francesa lançou gás lacrimogêneo em manifestantes na concentração do 1º de maio, Dia do Trabalho, em Paris. Havia nuvens de gás sobre a Place de la Nation, onde jovens usavam máscaras de esqui e atiravam pedras e garrafas em policiais gritando palavras de ordem.

A polícia estima que cerca de 17 mil manifestantes protestaram pela capital francesa contra as reformas trabalhistas que serão votadas na próxima terça-feira (3). O protesto foi o segundo em uma semana a terminar em violência, protagonizada por pessoas conhecidas como casseurs (destruidores), que enfrentam as forças de segurança.

“Vamos responder com a maior das determinações a estes desordeiros. Os ataques e a violência contra as forças de segurança são inaceitáveis”, disse hoje o primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

O governo espera que as reformas trabalhistas reduzam o desemprego de longa duração em cerca de 10%, mas os críticos dizem que as mudanças ameaçam direitos dos trabalhadores, tornando mais fácil demissões em tempos de dificuldades.

O Executivo já suavizou a lei, mas isso não foi suficiente para acalmar a indignação de estudantes e trabalhadores. “Retirem, retirem a lei do trabalho. Não é alterável, não é negociável”, gritaram os manifestantes.

Por  Agência Lusa via Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir