Dia a dia

Polícia prende suspeitos de cometer atentado contra delegado de Guajará

 

Os suspeitos disseram que cometeram o crime porque já havia sido presos várias vezes e tiveram prejuízos – Divulgação

Dois homens, que não tiveram os nomes revelados, foram presos, na manhã desta sexta-feira (7), apontados pela Polícia Civil como autores do incêndio no veículo do delegado Paulo Gadelha, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Guajará (a 1.487 km de Manaus). O crime ocorreu na madrugada da última terça-feira (4), dentro da residência do delegado, no Centro do município.

O veículo modelo Triton, de cor preta e placa OAL-6037, teve perda total. Os suspeitos foram presos pelo delegado Ricardo Cunha, que foi designado para investigar o caso após o atentado.

À reportagem, o delegado Paulo Gadelha informou que os homens já tinham sido presos por ele, no ano passado, por envolvimento com o tráfico de drogas.

“Eu prendi toda a família deles por envolvimento com o tráfico na cidade. Prendi eles várias vezes pelo mesmo crime esse ano e sei que eles gastaram muito dinheiro com advogado para saírem da cadeia. Disseram que fizeram isso porque eu atrapalhei a venda de drogas deles e foi uma vingança”, disse.

Leia também: Idosos e rapaz autista são agredidos e torturados durante assalto em Iranduba

O delegado afirmou ainda não saber se as investigações contra a prefeitura da cidade podem também ter motivado o atentado. “Eu não posso ser leviano em acusar ninguém, mas não sei se usaram a questão das prisões como fachada para esconder a real motivação. Só tenho a informação que eles foram presos”, concluiu Gadelha.

Segundo o delegado Mariolino Brito, os presos devem chegar em Manaus neste sábado (8).

Ana Sena

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir