Dia a dia

Polícia identifica cachorros em situação de maus-tratos em Manaus

Cachorros eram mantidos em condições de maus tratos – Divulgação PC/AM

Policiais da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA) identificaram três situações de maus tratos que vitimavam cachorros, nos bairros Japiim, São Jorge e Monte das Oliveiras, nas zonas Sul, Oeste e Norte de Manaus, respectivamente. As infrações ambientais foram descobertas durante a oitava fase da operação “Beethoven”, deflagrada desde as 8 horas da manhã desta sexta-feira (23). Outras três denúncias apuradas pelos policiais foram descartadas, após verificarem que os animais estavam vivendo em boas condições de cuidados e saúde.

Segundo o delegado titular, Samir Freire, a primeira ocorrência confirmada envolvia uma cadela, de nove anos. Encontramos no bairro Japiim, uma cadela chamada “Dora”, com nove anos de idade, que apresentava uma patologia no sistema reprodutor. O proprietário do animal irá responder pelo crime de maus-tratos, pois deixou de prover assistência veterinária ao animal”, argumentou o titular da especializada.

No Japiim, cadela tinha problemas no sistema reprodutor sem receber cuidados do dono

As outras duas situações identificadas envolviam três cachorros subnutridos no bairro São Jorge. Todos os animais estavam debilitados e extremamente magros. No terceiro caso, já no bairro Monte das Oliveiras, a equipe de investigação localizou um quinto animal, acorrentado em espaço minúsculo.

O titular da Dema ressaltou, ainda, que durante as fiscalizações são observadas as condições físicas dos animais, local de criação, alimentação, água, vacinação e cuidados veterinários. Também é levada em conta a quantidade de animais, estabelecida na Lei Municipal nº 1530, de 26 de setembro de 2011. O Artigo 17 da referida lei prevê, ainda, que não são permitidos a criação, o alojamento e a manutenção de mais de dez cães ou gatos, no total, com idade superior a 90 dias, em residência particular.

Os responsáveis pelos animais assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de maus-tratos, previsto no Artigo 32 da Lei nº 9605/98. Em seguida receberam orientações e foram liberados para responder pelo delito em liberdade.

Com informações da Assessoria
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir