Sem categoria

Polícia divulga foto de pistoleiro que matou prefeito de Maraã e diz que pode haver acareação entre os envolvidos

suspeito Maraã-PC

Ainda conforme a delegada de Maraã, mais de 200 homens das Polícias Civil e Militar, além do Grupo Fera, estão empenhados nas buscas pelo atirador – foto: divulgação/Policia Civil

Uma das etapas da investigação que tenta desvendar o mandante do assassinato do prefeito de Maraã (a 634 quilômetros da capital), Cícero Lopes, – morto com um tiro nas costas no dia 28 de fevereiro, – poderá ser conduzida pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em Manaus. A afirmação foi dada pela titular da 60ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), delegada Alessandra Trigueiro, ao EM TEMPO Online, nesta segunda-feira (7).

De acordo com Trigueiro, uma das fases da investigação será uma acareação entre os envolvidos no caso e alguns suspeitos, mas, isso só será possível assim que o suposto atirador, identificado como Adimilton Gomes de Souza, 32, for capturado pela polícia. As fotografias do suposto atirador foram divulgadas na tarde de hoje e distribuídas para todos os municípios do Estado.

Ainda conforme a delegada de Maraã, mais de 200 homens das Polícias Civil e Militar, além do Grupo Fera, estão empenhados nas buscas pelo atirador.

Segundo as testemunhas, que não tiveram seus nomes revelados, Adimilton foi visto pela última vez em Maraã no dia 1° de março, data em que foi encontrada a arma do crime.

Até o momento, Marcos Aleksandro Praiano da Silva, 25; Lázaro Maraes de Assis, 40, e Aldemir Alves de Freitas, 41, foram detidos por meio de mandados de prisão preventiva, expedidos no dia 4 de março, pelo juiz da Comarca de Maraã, Diego Brum Legaspe Barbosa. Adilmiton é o quarto envolvido no caso. “Desde a data da expedição dos mandados de prisão, Adimilton é considerado foragido da Justiça. As investigações continuam tomando diversos direcionamentos, que não podem ser revelados”, alegou Trigueiro.

 

Por Mairkon Castro

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir