Sem categoria

Polícia captura envolvidos no roubo de R$ 700 mil ao Banco do Brasil, em Manaus

O trio foi indiciado pelo crime de sequestro, roubo majorado, cárcere privado e organização criminosa – foto: Ione Moreno

O trio foi indiciado pelo crime de sequestro, roubo majorado, cárcere privado e organização criminosa – foto: Ione Moreno

Os assaltantes Antenor Demétrio Lemos de Moraes, 52, e Geneson Gomes da Silva, 28, foram apresentados na manhã desta terça-feira (3), na Delegacia Geral da Polícia Civil, suspeitos de envolvimento no roubo de R$ 700 mil da agência do Banco do Brasil localizada na avenida Autaz Mirim, Jorge Teixeira, Zona Leste, em 13 de julho deste ano. Um terceiro envolvido, identificado como Marlon Almeida da Silva, 28, também foi preso, porém, não pode ser apresentado por estar fora do Estado.

Os três foram presos em cumprimento a mandado judicial, na última quinta-feira (29), em municípios distintos do país. Antenor foi preso por volta das 9h30, no município de Jaraguá do Sul (SC). Marlon foi preso pela Polícia Federal, no município de Caruaru (PE). Por sua vez, Geneson foi preso na rua Nossa Senhora da Conceição, bairro Cidade de Deus, Zona Leste da capital amazonense.

Sobre o crime
De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), delegado Adriano Félix, na época do crime, o trio seguiu a vítima, que é tesoureira da agência bancária, até a residência, situada no bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul.

“Após chegar a casa, a vítima fechava o portão da garagem quando, juntamente com o filho de 16 anos, foi abordada pelos três, que se passaram por policiais. Em seguida, dois deles entraram no imóvel, enquanto Geneson aguardava do lado de fora, em um veículo Corsa Sedam, cor prata”, explicou o delegado.

Conforme o delegado Adriano Félix, a tesoureira teve preso em seu corpo simulacros explosivos, com os quais passou à noite toda. No dia seguinte, por volta das 7h, o trio ordenou que a vítima fosse até a agência bancária, onde ela relatou ao gerente o que estava ocorrendo. Diante dos fatos, o gerente repassou a quantia de R$ 700 mil que estava no cofre da unidade.

Após efetuar o saque, a tesoureira encontrou com os dois homens na rotatória (bola do produtor), onde foi entregue o dinheiro.

De posse do dinheiro, Marlon fugiu para o Estado de Pernambuco e Antenor para o Estado de Santa Catarina. Geneson permaneceu em Manaus, onde realizou a compra de uma farmácia, no bairro Cidade de Deus, além de uma sorveteria no bairro Cidade Nova, Zona Norte, como forma de lavar o dinheiro do roubo.

As prisões dos três suspeitos foram em cumprimento a mandados de prisão preventiva, expedidos no dia 15 de outubro deste ano, pelo juiz Eliésio Fernandes Júnior, da 2ª Vara Criminal.

O trio foi indiciado pelo crime de sequestro, roubo majorado, cárcere privado e organização criminosa.

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir