País

PM pede socorro via rádio antes de ser baleado por traficantes

Um policial encurralado por traficantes no Morro da Mangueira, Zona Norte do Rio, fez um dramático pedido de ajuda pelo rádio da corporação na manhã desta terça-feira (11), pouco antes de ser ferido por um tiro de raspão na cabeça.

No confronto, onde houve até lançamento de granada, um morador identificado como Alberto Coelho de Medeiros, 22, morreu baleado. O policial atingido pelo disparo pertence à Unidade de Policia Pacificadora (UPP) local e não teve o nome divulgado oficialmente.

A reportagem teve acesso ao áudio, repassado por um agente desta mesma UPP.

Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (UPP), a troca de tiros ocorreu por volta das 9h30, quando cerca de seis agentes foram checar uma denúncia, em uma localidade do Morro da Mangueira conhecida como Icaraí.

Ao chegar no local, os policiais encontraram homens armados e teve início o confronto. No diálogo, o operador do centro de operações da polícia pede calma ao grupo. E, o policial responde que não é possível ter calma no momento.

Morte de morador

Houve protesto, com queima de pneus e pedaços de madeira na rua São Francisco Xavier, após a morte do morador da Mangueira. A reportagem apurou que ele teria sido atingido por uma bala perdida logo depois de deixar a filha de dois anos em uma creche na região.

A São Francisco Xavier margeia a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), que manteve o funcionamento durante este período.

O policiamento na Mangueira foi reforçado por policiais de outras UPPs e batalhões, além do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque).

A ocorrência foi registrada na 17ª DP, em São Cristóvão, zona norte do Rio.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir