Política

Planalto cria site para desmentir rumores sobre governo

O endereço fatoseboatos.gov.br foi apresentado pela presidente Dilma Rousseff como uma "importante ferramenta" para "rebater boatos" - foto: divulgação

O endereço fatoseboatos.gov.br foi apresentado pela presidente Dilma Rousseff como uma “importante ferramenta” para “rebater boatos” – foto: reprodução

O Bolsa Família vai acabar? O Brasil caminha para uma ditadura comunista? Dilma dançou ao som do funk “Beijinho no Ombro” durante o desfile de 7 de setembro?

Essas perguntas estão respondidas em site oficial do governo federal lançado nesta quinta-feira (17). O endereço fatoseboatos.gov.br foi apresentado pela presidente Dilma Rousseff como uma “importante ferramenta” para “rebater boatos”.

“[No site] estarão reunidas informações sobre temas que circulam na internet e confundem as pessoas”, disse a petista em sua conta oficial no Twitter. No endereço, estão informações sobre como os boatos surgem e por que devem ser combatidos, além de espaço para o visitante questionar o governo sobre alguma informação que esteja se propagando.

“O que falam por aí, o governo esclarece aqui”, informa o site. Na estreia, foram apresentados 13 boatos de temas variados, desde educação (“O Fies e o Prouni vão acabar?”) a saúde (“Tem espiões cubanos no programa Mais Médicos?”) e infraestrutura (“A integração do rio São Francisco nunca vai acabar?”).

O site responde ainda ao boato sobre um novo confisco da poupança, medida tomada pelo então presidente e hoje senador Fernando Collor (PTB-AL). O político foi alvo de impeachment em 1992 -agora, a Câmara dos Deputados deflagrou o mesmo processo contra a presidente Dilma Rousseff. “O governo NÃO vai confiscar a poupança de quem quer que seja! Não acredite nesses boatos”, diz a explicação.

Em tempo: o site esclarece que a presidente não dançou a música da funkeira Valeska Popozuda no desfile de 7 de Setembro do ano passado. “Trata-se somente de uma brincadeira de uma página de humor em uma rede social. (…) Foi uma montagem simples que se pode fazer em casa, com alguns poucos programas na internet”, explica o site oficial.

A explicação traz ainda um link da imagem original, caso os mais céticos queiram confirmar a informação.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir