Política

PL que propõe a conversão do motor dos veículos para gás, pode baratear tarifa de ônibus

A indicação 0699/2015 de minuta de um projeto de lei que propõe ao executivo municipal a conversão dos motores do transporte público por motores a gás natural (GNV) foi protocolada pelo presidente da Comissão Permanente de Vigilância da Amazônia e Meio-Ambiente (Comvipama), vereador Everaldo Farias (PV), nesta quinta-feira (13).

A proposta prevê que a redução de contaminação do ar na cidade também possa gerar o impacto direto no valor da tarifa de ônibus, já que o GNV é mais barato que o diesel.

De acordo com o parlamentar, o objetivo é realizar a mudança nos motores dos ônibus da cidade para o uso da tecnologia combinada GNV mais Diesel, que possibilita a utilização tanto o diesel quanto o gás, ou apenas o uso do GNV.

“Atualmente, os veículos de transporte público são movidos exclusivamente por diesel. Esse tipo de combustível tem uma taxa alta de emissões de carbono negro e de óxidos de nitrogênio, possibilitando 6,7 vezes maior para poluição. Já o uso do GNV, contribui na diminuição para o impacto ao meio ambiente e em contrapartida na redução dos custos de serviço, proporcionando uma passagem de ônibus mais barata”, explicou o vereador.

Para o vereador, com a nova tecnologia, é possível reduzir as emissões de poluentes sem perda de potência no motor do veículo.

“Essa flexibilidade permitirá escolher o combustível de acordo com a disponibilidade de abastecimento e menor preço. A substituição do diesel pelo gás natural é de até 90%, e não interfere no desempenho do motor do veículo”, disse.

Everaldo destacou que a indicação de minuta ao executivo municipal faz parte de um conjunto de ações da Comissão de Meio Ambiente que vem sendo desenvolvida no primeiro semestre deste ano em prol de Manaus. Segundo ele, o benefício é para as empresas, cidadãos e meio ambiente.

Conforme o parlamentar, reuniões com os órgãos ligados ao meio ambiente foram discutidos, entre os temas citados estão às lixeiras clandestinas, regularização de empresas limpa-fossa e o descarte ilegal de pneus.

Reunião

Para tratar dessa mudança, a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) promoveu, na quarta-feira (12), uma reunião com órgãos públicos ligados ao meio ambiente e transporte coletivo para debater a viabilidade do projeto no sistema de transporte coletivo de Manaus.

A reportagem do EM TEMPO entrou em contato com a assessoria do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). Segundo o órgão, a notificação sobre a minuta não foi enviada. Em contrapartida, ressaltou que todos os veículos do ano de 2013 já estão usando diesel S10, que é menos poluente. Sobre o processo de renovação da frota, todos os novos veículos já vêm com esse sistema. Quanto ao valor da tarifa, o sindicato não tem como estimar caso haja a mudança e que vai depender dos estudos feitos pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU)

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir