Sem categoria

PL prevê inclusão do esporte feminino como exigência para concessão de patrocínio do governo

Para a parlamentar fomentar práticas esportivas formais e não formais, sem qualquer espécie de descriminalização é uma obrigação constitucional do Estado - foto: divulgação

Para a parlamentar fomentar práticas esportivas formais e não formais, sem qualquer espécie de descriminalização é uma obrigação constitucional do Estado – foto: divulgação

 

Com o Projeto de Lei (PL) 195/2015), o Estado terá que garantir a realização de competições de ambos os gêneros nas modalidades esportivas patrocinadas pelo governo. O PL foi apresentado na manhã desta quarta-feira (24) no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) pela deputada estadual Alessandra Campelo (PCdoB). De acordo com a parlamentar é necessário a implementação e execução de políticas públicas que envolvam as mulheres esportistas.

“O apoio não é igual. Geralmente no esporte masculino a premiação é sempre maior do que o feminino, em outros casos só se dá a medalha. Isso tem que acabar e por meio da  minha proposta o governo só vai poder patrocinar se existir essa igualdade de gênero”, afirma a comunista.

Ainda de acordo com a deputada, o esporte no Brasil voltado para as mulheres vem crescendo, mas ainda é possível verificar a diferença existe nas oportunidades de desenvolvimento social.

Para a parlamentar, fomentar práticas esportivas formais e não formais, sem qualquer espécie de descriminalização é uma obrigação constitucional do Estado. “Cabe ao governo uma ação específica que vise o equilíbrio entre os gêneros no âmbito do esporte”, conta.

O projeto pretende instituir a obrigatoriedade de atendimento de homens e mulheres pelas entidades de administração de desporto que recebam qualquer tipo de apoio do governo do Estado.

Por Henderson  Martins ( especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir