Holofotes

Piloto inglês sofre acidente grave na Fórmula Indy e entra em coma

O piloto inglês Justin Wilson sofreu traumatismo craniano e entrou em coma após ser atingido pela peça de um outro carro durante uma prova em Pocono, a penúltima etapa da temporada 2015 da Fórmula Indy, neste domingo (23).

Segundo um comunicado da direção de prova, seu estado é grave.

O acidente aconteceu a 20 voltas do final da prova, quando o então líder, Sage Karam, bateu sozinho contra o muro na curva 2 do oval, na Pensilvânia. Wilson, 37, que vinha atrás, mesmo desacelerando, foi atingido na cabeça por uma peça – possivelmente uma parte do bico do carro de Karam e, inconsciente, bateu contra o muro interno da pista alguns metros à frente.

Karam, 20, foi retirado consciente do carro e sofreu uma lesão na perna. A vitória ficou com Ryan Hunter-Reay, companheiro de equipe de Wilson.

As circunstâncias do acidente com o piloto inglês da Andretti Autosport lembram de um caso semelhante ocorrido com Felipe Massa, na Fórmula 1, em 2009. Durante os treinos do GP da Hungria daquele ano, o brasileiro, então correndo pela Ferrari, foi atingido na viseira por uma mola solta da suspensão da Brawn de Rubens Barrichello.

Massa ficou internado durante cerca de uma semana em Budapeste, acompanhado pelo médico brasileiro Dino Altmann, e só voltou a pilotar em GPs no ano seguinte.

O detrito que atingiu Wilson, no entanto, era consideravelmente maior.

Wilson foi campeão da Fórmula 3000, então a base para a F-1, em 2001, ascendendo para a categoria principal em 2003, na Minardi. Ele se transferiu no meio da temporada, no que viria ser seu único ano no mundial, para a Jaguar, após a demissão do brasileiro Antonio Pizzonia da equipe inglesa.

Sua passagem ficou notabilizada mais por sua altura (com 1,93 m, ele é um dos pilotos mais altos da história na categoria), do que pelos resultados. Sua melhor posição de chegada foi um oitavo lugar, que lhe rendeu um ponto, no GP dos EUA.

No ano seguinte, transferiu-se para o automobilismo norte-americano, onde correu por três temporadas na Champ Car, sendo vice-campeão dois anos seguidos, em 2006 e 2007, obtendo quatro vitórias.

Em 2008, com o fim da ‘Champ Car’, transferiu-se para a Indy, onde obteve três vitórias até então. Pocono foi apenas sua sexta prova em 2015, seu primeiro ano na Andretti, e teve como melhor posição de chegada um segundo lugar em Mid-Ohio – o melhor resultado em monopostos desde 2013.

Wilson é casado com Julia, também inglesa, desde 2006. Eles têm duas filhas, Jane e Jessica, de sete e quatro anos, respectivamente.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir