Política

PGR denuncia ex-ministro do Turismo ao STF por lavagem de dinheiro

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou ao Supremo Tribunal Federal o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), sob suspeita de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

A acusação tem como base informações repassadas pelo Ministério Público da Suíça, que identificou uma conta secreta do ex-ministro em instituição financeira daquele país. Os dados foram encaminhados pelas autoridades suíças à PGR.

Segundo pessoas próximas às investigações, a conta de Alves teria um saldo de mais de R$ 2 milhões.

A informação sobre a denúncia foi revelada neste sábado (18) pelo site da coluna “Radar”, da “Veja”.

O avanço das investigações da Lava Jato e a descoberta da conta na Suíça provocaram a demissão de Henrique Alves nesta semana, um dos peemedebistas mais próximos ao presidente interino Michel Temer.

O ex-ministro foi implicado nas delações de Sérgio Machado, ex-diretor da Transpetro, e Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa. Ao STF, a PGR já afirmou que Alves teria recebido recursos desviados pelo esquema de corrupção da Petrobras em troca de favorecimentos à empreiteira OAS.

Caso a denúncia seja aceita, Henrique Alves será transformado em réu.

A assessoria do ex-ministro não respondeu até as 15h. Na sexta (17), ele classificou de “ilações” as informações sobre conta na Suíça.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir