Política

PF informa prisão de funcionário da Odebrecht que estava foragido

A empreiteira tinha um departamento responsável pelo pagamento de propina - foto: divulgação

A empreiteira tinha um departamento responsável pelo pagamento de propina – foto: divulgação

O funcionário da Odebrecht Luiz Eduardo da Rocha, que teve prisão preventiva decretada na 26ª fase da Operação Lava Jato e estava foragido, já se encontra na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. Segundo a PF, Rocha está no local desde sábado (2). A corporação não informou, entretanto, onde estava Rocha, nem como foi preso.

 

Luiz Eduardo da Rocha e Hilberto Mascarenhas Alves, também funcionário da Odebrecht, são apontados nas investigações como dois dos três chefes do Setor de Operações Estruturadas do grupo. Nesta divisão era feito o pagamento de propinas por meio de contas offshores abertas pela Odebrecht.

 

Com foco no grupo Odebrecht, a 26ª fase da Lava Jato, chamada de Operação Xepa, foi deflagrada no dia 22 de março e é um desdobramento da 23ª etapa, que ficou conhecida como Acarajé. No despacho do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, para a Operação Xepa, foi autorizada a prisão preventiva (sem prazo) de quatro pessoas e a prisão temporária.

 

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir