Dia a dia

PF cumpre mandados de busca e apreensão de envolvidos no vazamento de provas do PSC-2016

 

As provas, que deveriam ter sido feitas no último dia 29 de novembro, foram suspensas em virtude de fortes indícios de vazamento de questões foto: Diego Janatã

As provas, que deveriam ter sido feitas no último dia 29 de novembro, foram suspensas em virtude de fortes indícios de vazamento de questões foto: Diego Janatã

A Polícia Federal cumpriu, nesta sexta-feira (26) em Manaus, dois mandados de busca e apreensão e quatro conduções coercitivas, além de um mandado de busca e apreensão que já havia sido realizado em dezembro de 2015, dos envolvidos no vazamento das prova do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A prova seria realizada em 29 de novembro do ano passado, mas foi suspensa um dia antes do vazamento.

Em nota, a Polícia Federal afirmou que as investigações continuam desde dezembro do ano passado, quando foram cumpridos diversos mandados de busca e apreensão, além de conduções coercitivas.

Ainda segundo a PF, esta é a segunda vez que os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na apuração do esquema de vazamento da prova. A primeira vez foi em dezembro do ano passado.

O PSC é um rígido processo de seleção adotado pelas universidades federais em todo o país, como o critério de selecionar os alunos para os mais diversos cursos superiores, no caso UFAM, todos os anos mais de 66.896 estudantes participam todos os anos do exame, distribuídos em 208 locais de prova. A aplicação das provas ocorre em todos os 62 municípios do Estado, conforme informou a instituição.

Recomendações

A Polícia Federal já havia feito recomendações à Ufam pedindo o aumento do número de câmeras de monitoramento da Comissão Permanente de Concursos (Compec) e a redução das etapas de impressão das provas, que foram remarcadas para este domingo (28).

Na capital, o processo conta com 14.754 candidatos, finalistas do ensino médio, que disputarão as mais de 2.735 vagas para ingresso ainda esse ano.

Por Mairkon Castro

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir