Economia

Petrobras anuncia venda de gasodutos à iniciativa privada por US$ 5,2 bilhões

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a venda de 90% das ações da Nova Transportadora do Sudeste (NTS), que detém uma malha de gasodutos por US$ 5,19 bilhões para a Brookfield (BIP) e afiliadas. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (23) pela Petrobras. O valor corresponde a 35% da meta de US$ 15,1 bilhões prevista no plano de venda de ativos da empresa entre 2015 e 2016. Para 2017 e 2018, a meta é vender cerca de US$19,5 bilhões.

A conclusão da venda depende de aprovação da assembleia geral da Petrobras, e há determinadas condições precedentes usuais, incluindo a aprovação pelos órgãos reguladores. A Petrobras informou que a primeira parcela dos recursos, de US$ 4,34 bilhões, equivalente a 84% do total, será paga no fechamento da operação, e o restante, US$ 850 milhões, em cinco anos.  A empresa como principal cliente da NTS, que tem 2.050 quilômetros de gasodutos e 44 pontos de entregas de gás na Região Sudeste.

O consórcio comprador é formado também pelo fundo de pensão British Columbia Investment Management Corporation (BCIMC) e por fundos soberanos da China e de Cingapura.

Em nota, a Petrobras diz que a operação abre oportunidades para que parcerias com outras empresas contribuam para o fortalecimento da indústria de gás natural no Brasil.

“Fomenta, ainda, novos investimentos na ampliação da infraestrutura de transporte de gás, com o objetivo de criar um modelo de desverticalização da cadeia de gás natural, desejável pelo órgão regulador [Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP]”, diz a nota. Além disso, a transação favorecerá “o desenvolvimento de um ambiente competitivo, propício à entrada de novos agentes neste mercado e ao compartilhamento dos custos da infraestrutura”.

A NTS foi criada a partir de um termo de compromisso assinado com a ANP, no qual a Petrobras comprometeu-se a reestruturar a Transportadora Associada de Gás e suas subsidiárias integrais, de forma a criar uma carregadora de gás natural no sudeste do Brasil (NTS) e outra no Norte-Nordeste.

A Brookfield é uma das maiores gestoras de ativos do mundo, com mais de US$ 200 bilhões sob sua administração e com portfolio que inclui empresas com mais de 14 mil quilômetros de gasodutos nos Estados Unidos, no Canadá e na Austrália.

Com informações da Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir