Cultura

Pesquisador lança livro sobre o modo de vida de comunidades amazônicas

O livro será lançado na quarta-feira (17) - foto: divulgação- Fapeam

O livro será lançado na quarta-feira (17) – foto: divulgação- Fapeam

Para demonstrar como o modo de vida ribeirinho incide nas práticas socioculturais, o professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Gláucio Campos Gomes de Matos, lançará nesta quarta-feira (17), às 15h, com apoio do governo do Estado via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na Associação dos Docentes da Ufam (Adua), a obra ‘Ethos e Figurações na Hinterlândia Amazônica’.

Editada pela Editora Valer, a obra retrata o modo de vida de três comunidades amazônicas localizadas no município de Boa Vista do Ramos  (a 270 quilômetros de Manaus), situando o leitor no contexto de suas figurações e redes de interdependências que incidem diretamente em suas práticas socioculturais, como o extrativismo animal (caça e pesca), vegetal (principalmente a extração de madeira), criação de bois e cultivo do solo através do puxirum (forma com que os trabalhadores se organizam para resolver uma atividade na roça).

O livro será publicado com recursos do Programa de Apoio a Publicações (Biblos) da Fapeam. A obra é resultado de um projeto de pesquisa que iniciou no Doutorado, em 2008, intitulado de “Práticas Socioculturais, Figuração e Diferenciação Social em Bicó, Cuiamucu e Canela-Fina – Comunidades Amazônicas”. De acordo com o pesquisador, a ideia “tirar a tese da prateleira” surgiu para tornar os resultados do estudo acessíveis à população.

Segundo ele, o livro revela o processo de diferenciação social, o aumento populacional, a influência da prática esportiva dentre outros aspectos que contribuem para discussões ambientais e sociais no âmbito das comunidades.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir