Sem categoria

Pesquisa mostra potencial econômico de 300 frutas nativas da Amazônia

A região amazônica é conhecida por sua riqueza natural e sua diversidade, em especial, de seus frutos, que podem ser beneficiados e gerar emprego e renda para habitantes de vários Estados brasileiros - foto: Ricardo Oliveira

A região amazônica é conhecida por sua riqueza natural e sua diversidade, em especial, de seus frutos, que podem ser beneficiados e gerar emprego e renda para habitantes de vários Estados brasileiros – foto: Ricardo Oliveira

Um estudo feito por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) revelou as potencialidades gastronômicas e econômicas das frutas extraídas na região amazônica, como o buriti, que pode render até 50 receitas para a culinária local.

A partir de uma pesquisa em mais de 30 feiras de Manaus, o pesquisador e engenheiro florestal Afonso Rabelo, do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), percebeu que das 300 frutas nativas da região, apenas 38 conseguiam chegar ao consumidor nas cidades. Com os dados nas mãos, o engenheiro buscou quais os mais importantes, como o buriti, a pupunha, entre outros, e lançou o desafio de transformar os frutos em receitas para a culinária local.

Segundo Rabelo, uma das principais dificuldades para que alguns frutos, como o buriti, cheguem à mesa do consumidor é a extração do fruto na floresta, além do armazenamento para que o mesmo amadureça. “Os coletores de frutos de palmeira, tradicionalmente, enfrentam o desafio da retirada de frutos de várias palmeiras em ambientes bastante adversos; marcados, muitas vezes, pela presença severa de espinhos, em áreas alagadas, troncos irregulares, em localidades distantes, em que é preciso escalar alturas diversas, sempre sob o risco de acidentes e exaustão”.

Conforme o pesquisador, o buriti é considerado um fruto nobre, com rico valor medicinal, comercial e social, mas existe pouco conhecimento sobre produtos feitos a partir dele, os mais consumidos são o doce, o vinho, o sorvete e o picolé. “Nós fizemos uma pesquisa básica e fomos às feiras de Manaus saber quais frutos nativos são efetivamente comercializados. De 300 frutos que são conhecidos para o consumo no Amazonas apenas 38 encontramos nas feiras de Manaus. É pouco e desses 38, a maioria é de palmeiras, como o buriti e a pupunha, entre outras”.

A partir dos estudos sobre as potencialidades foram desenvolvidas mais de 50 receitas e outros produtos de alto valor comercial e industrial com mais de 50 produtos inéditos.

As pessoas terão acesso às receitas a partir do lançamento de um livro, que será disponibilizado, por meio do site frutasnativasdaamazonia.blogspot.com.br.

Receitas a partir do buriti

Os frutos e as sementes possuem grande valor alimentar, comercial, industrial e medicinal, entretanto, as coletas dos cachos com frutos maduros são difíceis e, por essa razão, a produtividade é afetada. Na pesquisa do Inpa, foram desenvolvidas 23 receitas inéditas da culinária local utilizando a polpa de buriti.

Foram feitos bolinhos de pirarucu seco com buriti e macaxeira, bolos de buriti, brigadeiros de buriti, caldeirada de tambaqui com buriti, coquetel de buriti, creme buribom, licor de buriti, molhos de pimentas de buriti, molhos para sanduíches e salgados de buriti, moqueca de surubim com buriti, mousses de buriti, pães de buriti, pirarucu desfiado com buriti substituindo o colorau, pirarucu fresco empanado com buriti substituindo o trigo, pirarucu fresco ao molho de buriti, patê de buriti, pudins de buriti, pirarucu fresco salmourado e frito ao molho de buriti, pirarucu salmourado ensopado na castanha-do-brasil e no buriti, sucos concentrados de buriti, tambaqui empanado no buriti, tortas de buriti e vatapá de buriti em substituição ao azeite de dendê. A meta da equipe é alcançar 50 combinações diferentes utilizando a polpa concentrada de buriti.

 

Por Stênio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir