Dia a dia

Envolvidos no assalto à joalheria são presos na Zona Sul

Bruno Matheus dos Santos Azize, 19, Igor Alexandre Alves Soares, 22, além de um adolescente de 15 anos. O trio foi localizado por uma equipe de investigadores da DERFD- foto: Henderson Martins

Bruno Matheus dos Santos Azize, 19, Igor Alexandre Alves Soares, 22, além de um adolescente de 15 anos. O trio foi localizado por uma equipe de investigadores da DERFD- foto: Henderson Martins

Pouco mais de 24 horas após o assalto à joalheria Di Donna, localizada em um shopping center, da Zona Centro-Sul, três pessoas foram presas nesta sexta-feira (24), suspeitas de envolvimento no caso. As joias roubadas não foram recuperadas.

Entre os presos estão Bruno Matheus dos Santos Azize, 19; Igor Alexandre Alves Soares, 22; além de uma adolescente de 15 anos, que foi apreendida. Um quarto participante do crime, identificado apenas como ‘Felipe’ – que teria levado as joias -, e mais outras duas pessoas, cujos nomes não foram divulgados, estão foragidos.

O trio foi localizado por uma equipe de investigadores da Delegacia Especializada de Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), no bairro Petrópolis, Zona Sul, após a análise das imagens do circuito interno de segurança da loja, que auxiliaram na identificação dos suspeitos.

De acordo com o delegado titular da DERFD, Adriano Félix, a adolescente de 15 anos foi responsável por recolher as joias, enquanto Igor e Bruno, cada um em uma motocicleta, deram apoio à fuga de Felipe que entrou na loja com a adolescente e um dos comparsas. Ainda de acordo com o delegado, um sexto elemento, que está foragido também deu suporte à fuga, em um carro de características não identificadas.

“Três indivíduos adentraram no shopping e outros três aguardavam do lado de fora fazendo a retaguarda, em caso da chegada polícia. O indivíduo que estava com o Felipe e a adolescente foi quem deu o disparo, na hora da fuga, pois um segurança foi tentar impedir que eles fugissem”, explicou Adriano Félix.

Para o titular da DERFD, o assalto foi planejado, pois Igor já trabalhou no shopping center, em uma empresa terceirizada, e pode ter dado as dicas de como entrar no local e o horário da troca de segurança, para facilitar a ação.

Por Henderson Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir