Política

Peruanos vão às ruas contra Fujimori e sua filha, candidata à Presidência

Milhares de peruanos foram às ruas, nesta terça-feira (5), protestar contra a favorita na corrida presidencial do domingo (10), Keiko Fujimori.

As marchas, em cinco cidades do país, ocorreram no dia em que peruanos tradicionalmente se mobilizam para relembrar o aniversário do fechamento do Congresso pelo ex-presidente Alberto Fujimori, pai de Keiko, em 1992.

Neste ano, a mobilização foi maior que habitualmente e fez Keiko cancelar atos de campanha, para evitar embates entre apoiadores e críticos.

Pelo menos 30 mil pessoas participaram pacificamente do ato em Lima.

Manifestantes gritaram “Nunca mais!” e disseram que votar em Keiko, candidata de centro-direita, seria votar no ex-presidente Fujimori, que cumpre uma pena de 25 anos por abusos contra os direitos humanos e corrupção durante sua gestão (1990-2000).

Keiko Fujimori desponta como líder na corrida presidencial, com 42,1% dos votos válidos, segundo pesquisa Datum -cenário que, se mantido, levaria a disputa para o segundo turno.

“Não acredito nela de forma nenhuma”, afirmou Rodolfo Lazo, 19, estudante universitário que escreveu em sua camiseta “Sou novo, mas não sou estúpido.”

O partido político de Keiko (Força Popular) pediu tolerância por meio do Twitter.

A manifestação desta terça (5) foi o maior ato político em Lima desde as mobilizações contra Alberto Fujimori, em 2000, quando o então presidente tentava iniciar um terceiro mandato não previsto e sob acusações de fraude eleitoral.

Desde cedo na campanha, Keiko tenta se distanciar da figura do pai e, recentemente, a candidata prometeu não agir da mesma maneira que o pai.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir