Dia a dia

Perita se recusa a fazer procedimento por falta de documentação e é presa por desacato a autoridade

A perita foi levada para o 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP) - foto: divulgação

A perita foi levada para o 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP) – foto: divulgação

Após se negar a realizar um procedimento pericial, por falta de documentação, a perita criminal da Polícia Civil Cacilda Satomi Malma, 48, foi presa por desacato a autoridade. O fato ocorreu na madrugada desta quarta-feira (2), no Instituto Criminalística (IC), situado nas dependências do Instituto Médico Legal (IML), Zona Norte de Manaus.

De acordo com a perita, dois investigadores do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), identificados como Airton Amaral Dantas e Adão Lima da Silva, chegaram ao IC com 20 trouxinhas de entorpecente para periciar, porém, eles não tinham em mão o documento de apreensão do produto ilícito, o que levou a perita se negar a realizar o trabalho.

Os investigadores então deixaram o local e depois de algum tempo retornaram na companhia do delegado plantonista do 12ºDIP, Miguel Ângelo da Silva Sabino, o qual questionou a perita sobre o porquê de ela se recusar a fazer a perícia. A profissional explicou novamente o motivo e argumentou que sem o alto de prisão e apreensão da droga não podia periciar o produto ilícito.

A partir daí, segundo ela, o delegado pediu seu nome completo e o número de matricula, entregando-lhe em seguida o documento necessário à perícia. Chateada pelo fato de ele ter em mão o documento e não ter lhe apresentado antes, a perita reclamou dizendo: “o senhor veio aqui somente para encher meu saco, né?”, o que fez com que Miguel Ângelo acabasse dando voz de prisão a ela por desacato a autoridade.

A perita foi levada em uma viatura para a sede do 12º DIP, onde foi realizado um Termo Circunstância de Ocorrência (TCO) por desacato a autoridade e depois foi liberada.

Calcida Satomi disse que estar há dez na perícia da Polícia Civil e que nunca algo parecido tinha acontecido.

O caso será encaminhado para a corregedoria da Secretaria de Segurança Pública (SSP), onde serão tomadas as medidas cabíveis, uma vez que a perita denuncia o delegado por abuso de autoridade. Em nota a Polícia Civil informou que será aberto um inquérito policial para investigar o caso.

Matéria Atualizadas às 18h

Por Mara Magalhães

1 Comment

1 Comment

  1. curandeiro

    2 de dezembro de 2015 at 16:07

    Delegadozin ZÉ VAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir