Dia a dia

Penúltimo trecho da avenida Eduardo Ribeiro é entregue nesta sexta-feira

A expectativa da prefeitura é que no final de agosto, antes do período de compras natalinas, toda a revitalização seja concluída - foto: divulgação

A expectativa da prefeitura é que no final de agosto, antes do período de compras natalinas, toda a revitalização seja concluída – foto: divulgação

Inaugurada no final do século XIX – tempos áureos da borracha – a avenida Eduardo Ribeiro já se tornou um dos maiores cartões-postais do Centro Histórico de Manaus. Nesta sexta-feira (1º), a prefeitura entregou o penúltimo trecho de requalificação da obra, que compreende a rua Saldanha Marinho até a avenida Sete de Setembro. Colecionadores de carros antigos também fizeram questão de participar da reinauguração e lembrar o tempo em que esses veículos trafegavam pela avenida.

Por muitos anos essa história ficou encoberta entre camadas de asfalto, mas hoje está sendo devolvida aos amazonenses com a requalificação do Centro Histórico, que abrange outras restaurações, em um ato de representação cultural, turística e urbanística para a cidade.

“Estamos trabalhando muito, com dificuldade, mas com enorme amor e convicção de que crise econômica se enfrenta com trabalho e coragem. Não vamos baixar a cabeça, porque acreditamos na nossa determinação de ter 346 anos de história ocidental e 13 mil anos de história indígena. Somos filhos de Ajuricaba”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto, lembrando a trajetória do povo amazonense.

Na “Nova Eduardo Ribeiro”, os paralelepípedos que compunham o piso original voltaram a ocupar a pista, que também ganhou peças pré-moldadas de concreto (pavers) em sua pista de rolamento. As calçadas ganharam pedras do tipo São Tomé, de alta durabilidade e resistência para a área de passeio, além de postes de iluminação do tipo Cajado de São José.

Lauro Cirilo, aposentado e ex-jogador de futebol, passeava com a família pelo centro da cidade. Ele reviveu emocionado aquilo que seus antepassados lhes contavam, histórias por muitas vezes esquecidas. “A identidade de Manaus está aqui, está na avenida Eduardo Ribeiro. Esse chão que nós estamos pisando hoje é o chão dos nossos bisavós, avós e nossos pais”, destacou.

Obra

As obras de revitalização da avenida Eduardo Ribeiro começaram no dia 5 de outubro do ano passado e foram divididas em etapas. O primeiro trecho contemplado envolvia a praça do Congresso, na rua Monsenhor Coutinho, até a rua 10 de Julho, sendo entregue no dia 18 de dezembro. Depois, foi a vez do trecho entre a rua Dez de Julho até a 24 de Maio, reinaugurado no dia 5 de fevereiro e, em seguida, iniciou-se a requalificação da etapa entre as ruas 24 de Maio e Saldanha Marinho, entregue  no último dia 2 de maio.

Mesmo com o trecho entregue, os serviços de acabamento continuam e ainda serão revitalizadas as calçadas no trecho entre a avenida Sete de Setembro e o Porto de Manaus. O entroncamento da Sete de Setembro com a Eduardo Ribeiro também receberá os devidos trabalhos para que a obra esteja completamente finalizada.

No cruzamento com a rua Dez de Julho está sendo delimitado o bloco testemunho, que permitirá que os trilhos e os paralelepípedos, na configuração que estavam, fiquem expostos e protegidos, como forma de preservar a história. Os serviços de restauro já foram concluídos. O próximo passo é a instalação do guarda-corpo.

A expectativa da prefeitura é que no final de agosto, antes do período de compras natalinas, toda a revitalização seja concluída, chegando até o Porto de Manaus.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir