Esportes

Pelé passa por cirurgia no quadril em Nova York e faz fisioterapia

Em 24 de novembro de 2014, Pelé foi internado no mesmo hospital após exames de revisão de sua cirurgia de cálculos renais- foto: divulgação

Em 24 de novembro de 2014, Pelé foi internado no mesmo hospital após exames de revisão de sua cirurgia de cálculos renais- foto: divulgação

Pelé, 75, foi submetido a uma cirurgia na região do quadril no início de dezembro de 2015, nos Estados Unidos, onde segue fazendo fisioterapia e repousando com seus familiares. O procedimento foi feito no Hospital for Special Surgery, em Nova York, onde o ex-jogador ficou internado entre os dias 3 e 7 de dezembro do ano passado.

A assessoria de Pelé informou que a cirurgia foi feita para a correção de um deslocamento da prótese que ele colocou no quadril em novembro de 2012. A peça fica localizada na junção do fêmur e do quadril, e sua mudança de posição estava gerando dores no ex-atleta desde meados de 2015, quando ele passou a planejar a cirurgia.

Desfrutando de férias entre dezembro e o início de fevereiro, Pelé fez a cirurgia nos Estados Unidos também para ficar próximo da filha Kelly e de seus netos, que moram em Nova York, durante as comemorações de Natal e de Ano Novo.

Desde sua liberação do hospital, Pelé passou por um período de repouso e segue fazendo sessões de fisioterapia, rotina que continuará no Brasil a partir da próxima semana, quando retorna ao país.

Via assessoria de imprensa, o Rei do Futebol disse à reportagem que sua saúde está boa e que fez a cirurgia tendo em vista a Olimpíada do Rio.

“São três vagas para veteranos”, brincou, em referência a possibilidade de a seleção usar três jogadores acima de 23 anos nos Jogos.

Histórico hospitalar

O procedimento no quadril é o mais recente de uma série de cirurgias e tratamentos pelos quais Pelé tem passado nos últimos anos.

Em julho de 2015, Pelé ficou uma semana internado após cirurgia na coluna para “descompressão de raiz nervosa.”

Em maio do mesmo ano, ficou três dias internado após uma cirurgia na próstata. Na ocasião, ele havia sido admitido no hospital para exames de rotina e passou por um procedimento cirúrgico de ressecção transuretral da próstata, feito para remover parcial ou totalmente essa glândula.

Em 24 de novembro de 2014, Pelé foi internado no mesmo hospital após exames de revisão de sua cirurgia de cálculos renais diagnosticarem uma infecção urinária. Três dias depois, ele foi transferido para a UTI e precisou submeter-se a uma hemodiálise para ajudar o rim a filtrar o sangue.

No mesmo período, foi revelado pelo estafe de Pelé que ele não tinha o rim direito, extraído em uma cirurgia há mais de 30 anos. Em tese, a falta de um rim poderia retardar o tratamento no hospital.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir