Esportes

Pedro e Evandro perdem para dupla cubana no vôlei de praia

A dupla masculina Pedro Solberg e Evandro Gonçalves foi derrotada hoje (7) pelos cubanos Díaz Gomez e Gonzalez Bayard por 2 sets a 1 na disputa do vôlei de praia masculino. A partida, realizada na Arena do Vôlei, na Praia de Copacabana, foi apertada, disputada nos três sets.

A dupla cubana venceu o primeiro set por 24 pontos a 22, numa luta ponto a ponto. No segundo set, os cubanos iniciaram à frente, mas o Brasil virou o jogo e venceu por 23 a 21, com o apoio da torcida, que vibrava a cada jogada brasileira e vaiava quando os cubanos tocavam na bola. O terceiro set foi decisivo, com vitória dos cubanos por 15 a 13.

Na próxima terça-feira (9), Pedro e Evandro voltam à arena da Praia de Copacabana para enfrentar o Canadá e precisam vencer para melhorar a posição na chave. O último jogo da dupla brasileitra na fase classificatória é contra a Letônia, na próxima quinta-feira (11).

Esta foi a primeira derrota brasileira no vôlei de praia nos Jogos do Rio. Pela manhã, as brasileiras Larissa e Talita ganharam das russas Ekaterina Birlova e Evgenia Ukolova por 2 sets a 0. O Brasil já tinha conquistado outras duas vitórias ontem (6), com Ágatha e Bárbara, que venceram a dupla Barbora Hermannová e Marketa Sluková, da República Checa; e a dupla Alison e Bruno, que derrotou os canadenses Josh Binstock e Samuel Schachter.

O vôlei de praia distribui seis medalhas na Olimpíada, três para duplas femininas e três para as masculinas. O esporte é uma das esperanças de medalha do Brasil na Olimpíada deste ano, com expectativa de vitória para as quatro duplas brasileiras.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir