Dia a dia

Pedreiro é atingido por 4 tiros e morre em hospital após cobrar dívida na Zona Norte

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) - foto- divulgação

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) – foto- divulgação

O pedreiro Genadro Barreto Gama, 28, foi alvejado na tarde deste sábado (13) com quatro tiros, sendo três na cabeça e um no braço. O crime ocorreu próximo ao campo de futebol do bairro Amazonino Mendes, Zona Norte da capital. A vítima ainda foi socorrida e levada a uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com informações repassadas pelos investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Geandro vendeu uma motocicleta que não teve o modelo revelado para o autor do crime, identificado apenas pelo apelido de ‘Leleco’.

A transação de venda da motocicleta foi feita no ano de 2014, mas ‘Leleco’ não teria pagado a dívida, de valor não foi revelado.

Este ano, a vítima foi até o autor e pediu que entregasse a motocicleta, porém este, alegando que havia gastando R$ 130 em peças com o veículo, disse continuaria usando-a no período da noite.

A mãe da vítima, uma senhora de 47 anos que não quis ter o nome revelado, disse que ainda alertou o filho sobre o perigo de negociar com tal rapaz e que a moto, provavelmente, estava sendo utilizada em assaltos.

Geando então resolver que não emprestaria mais a moto a ‘Leleco’, que se irritou e, na companhia de um compassa identificado pelo apelido como ‘Gugu’, matou a vítima em via pública, próximo a um ampo.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Com informações de Ana Sena

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir