Sem categoria

Pauderney Avelino é o novo líder do DEM na Câmara dos Deputados

O novo líder do Democratas reafirmou sua postura contrária à criação de novos impostos, especialmente a CPMF - foto: divulgação

O novo líder do Democratas reafirmou sua postura contrária à criação de novos impostos, especialmente a CPMF – foto: divulgação

O deputado pelo Amazonas Pauderney Avelino, do Democratas, foi escolhido nesta quarta-feira (3) por seus colegas de bancada como novo líder do DEM na Câmara dos Deputados. O parlamentar amazonense substitui o deputado Mendonça Filho (PE), que ocupou a liderança nos anos de 2014 e 2015.

“A substituição renova a luta do Democratas por um Brasil que precisa crescer, atrair investimentos, onde devem ser gerados empregos e a inflação precisa estar sob controle, assim como as contas públicas. Infelizmente não temos visto isso ao longo do desgoverno do PT”, afirmou Pauderney Avelino, que foi, em 2015, líder da oposição no Congresso Nacional.

As iniciativas do deputado não ficaram restritas à liderança da oposição no Congresso. Pauderney Avelino é membro das comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra), na Câmara dos Deputados.

Contra
O novo líder do Democratas reafirmou sua postura contrária à criação de novos impostos, especialmente a CPMF, e afirmou, após ser escolhido líder, que espera avanço no processo de instalação, na Câmara dos Deputados, da comissão que vai analisar o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

“Já em março devemos dar início à instalação da comissão processante para que o Brasil possa voltar aos eixos sem o PT no governo”, afirmou.

Ao analisar a atual situação, o líder Pauderney Avelino disse que a presidente Dilma é incapaz de apresentar uma agenda ao país, fato comprovado ontem, quando ela foi ao Congresso Nacional para dar início à sessão legislativa de 2016. “A fala de ontem da presidente Dilma Rousseff/PT foi insuficiente para um país que está conflagrado politicamente e que tem problemas na economia”, disse.

Sobre a ‘reforma’ da Previdência, tema que volta a ser defendido, mas sem detalhes, pelo governo da presidente Dilma Rousseff, Pauderney Avelino também se posicionou. “Nós não podemos discutir reforma da Previdência sem que o PT, o PCdoB e outros partidos da base aliada estejam alinhados. Quando eles estiveram alinhados e não for uma estratégia para jogar para a opinião pública, aí, sim, poderemos discutir”, afirmou.

Assim que assumiu a liderança do Democratas na Câmara, Pauderney Avelino anunciou que será criada uma consultoria jurídica para auxiliar o partido quando for preciso recorrer à Justiça para questionar ações do governo.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir