Dia a dia

Patixa Teló diz que levou soco de autor de selfie em banheiro de casa de show

  Patixa divulgou um vídeo, na noite desta sexta, onde fala sobre a agressão e chora – Reprodução/Facebook

Um novo episódio envolvendo o amazonense Antônio Luiz de Souza da Silva, 39, mais conhecido como “Patixa Teló”, pode virar caso de polícia. Nesta sexta-feira (2), Patixa disse ter sido agredida, na noite de quinta-feira (1º), pelo mesmo rapaz que fez uma selfie com ela dentro do banheiro de uma casa de show, localizada no bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus, no dia 22 de maio. Ela diz ter levado um soco no rosto ao sair do mesmo, onde fizeram as imagens dela.

De acordo com o amigo e empresário de Patixa, Edy Araújo, mais conhecido como “Edy Murphy”, o fato veio à tona, nesta sexta, nas redes sociais. “Eu estava trabalhando e fiquei sabendo, por meio de uma publicação no Facebook, que ela estava dizendo que tinha sido agredida. Cheguei em casa por volta das 17h, liguei pra ela e pedi que nos encontrássemos na minha casa. Estamos aguardando o advogado dela, que deve nos orientar sobre quais procedimentos deverão ser adotados sobre essa agressão”, informou.

“Patixa Teló” registrou B.O no 12º DIP – Arquivo Pessoal

Ainda segundo Edy, Patixa afirma que o autor da agressão é Carlos Ferreira da Cunha Júnior, 19, conhecido como “Periquita”. Ela afirma que foi ele e, inclusive, já o reconheceu em fotos. Eu já comprovei também por imagens que ele estava ontem nessa casa de show. Já liguei pra ele, pra tentar saber o que de fato aconteceu, mas as ligações não foram atendidas”, contou.

Por telefone, Patixa contou ao EM TEMPO como foi agredida. “Eu estava saindo da festa, quando a ‘Periquita’ veio para cima de mim. Ele dizia ‘Vem cá, agora tu vai me pagar’. E começou a gritar comigo. Ele me deu um murro na cara e me empurrou. Quero deixar bem claro que isso não vai ficar assim. Ele vai me pagar pelo que fez comigo. Lá na Justiça ele vai me pagar, porque eu vou pra cima dele”, prometeu.

Até as 19h desta sexta, Patixa, o empresário e amigos aguardavam pelo advogado. O caso só será informado à autoridade policial do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP) após a análise do representante judicial.

A reportagem tentou contato, por telefone, com “Periquita”, mas em todas as cinco ligações, o telefone tocou até ser transferido para a caixa postal.

Imagens constrangedoras

Na noite do dia 22 de maio, Patixa foi fotografada e filmadas enquanto usava o banheiro de uma casa de show, na Zona Centro-Sul. Posteriormente, o conteúdo foi divulgado nas redes sociais e o caso foi parar na delegacia.

Após o registro do Boletim de Ocorrência (B.O), no dia 23, no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso de exposição nas redes sociais. No mesmo dia, o EM TEMPO conversou com um dos rapazes que apareceu nas selfies divulgadas na internet. Na época, ele afirmou estar arrependido pelo constrangimento que causou à Patixa, mas revelou sofrer ameaças após a repercussão do caso.

       Periquita fez selfie com Patixa Teló em banheiro de casa de show e divulgou as imagens – Divulgação

“Eu sei que as divulgações das imagens não foram certas, mas o que eu fiz foi apenas uma selfie e com o consentimento da Patixa. Eu pedi autorização. Eu jamais iria imaginar que isso iria me causar todo esse transtorno e eu seria apontado como autor do vídeo”, justificou Carlos acrescentando que estava com a consciência tranquila.

Investigação

O delegado Guilherme Torres, do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), relatou que o caso da divulgação das imagens de Patixa no banheiro é considerado crime de acordo com a 13. 146/2015, Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). “Quando esse tipo de crime é através da comunicação social, a pena é de 2 até 5 anos de prisão”, relatou.

Na sede do 12º DIP, onde o caso foi registrado, as partes envolvidas aguardam os trâmites legais para apresentarem suas defesas e acusações. No entanto, o dia da audiência não foi revelado pela autoridade policial.

Repercussão nas internet

Após a agressão ser noticiada nas redes sociais, centenas de fãs de Patixa se sensibilizaram com a situação. Alguns chegaram a criticar a atitude do possível autor da agressão. Em uma publicação uma fã chegou a dizer que é um absurdo agredir Patixa. Por volta das 19h desta sexta (02), um vídeo de Patixa foi divulgado na página “Patixa na Balada”, no Facebook. No conteúdo, Patixa conta como ocorreu a agressão e prometeu levar o caso à polícia. Assista:

Isac Sharlon
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir