Eleições 2014

Pastor Everaldo propõe aumento do limite de receita bruta para pequenas empresas

O candidato do PSC à Presidência da República, Pastor Everaldo, comprometeu-se nesta sexta-feira (26) a ampliar o limite de receita bruta para o regime tributário Simples Nacional, da Receita Federal, caso seja eleito. Pela proposta do candidato, o limite para um empreendimento ser considerado pequena empresa será ampliado dos atuais R$ 3,6 milhões por ano para R$ 12 milhões.

Com a medida, Pastor Everaldo espera estimular segmentos como o comércio. “O comércio faz fluir a riqueza, e é nele que se geram empregos para a população. Vamos incrementar a isenção para o Simples [regime tributário simplificado voltado para micro, pequenas e médias empresas]. Com isso, vamos facilitar o desenvolvimento do comércio, gerando emprego, gerando renda, gerando riqueza”, disse, durante corpo-a-corpo com eleitores na região de comércio popular Saara, no centro da cidade do Rio de Janeiro.

O candidato também propõe ampliar o valor-limite para compras feitas fora do país por turistas. Sem citar um novo limite, ele disse que US$ 500 por pessoa é um valor baixo. “Vamos aumentar essa isenção e reduzir o custo Brasil para que possamos exportar e ter um livre-comércio com todas as nações do mundo”, disse.

Pastor Everaldo também afirmou que defende o Estado mínimo, com a redução do tamanho da “máquina estatal”, como uma forma de combater a corrupção.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir