Mundo

Passageiro clandestino morre após despencar de avião no Reino Unido

Um jovem de 24 anos foi encontrado gravemente ferido no trem de pouso de um avião que fez o trajeto entre Johannesburgo (África do Sul) e Londres (Reino Unido), divulgou a polícia britânica nesta sexta (19). Ele foi hospitalizado, mas corre risco de morrer.

No mesmo dia, foi encontrado no telhado dos escritórios de uma loja on-line em Richmond, também em Londres, o corpo de um homem, que a polícia suspeita também estar ligado ao caso.

As autoridades estudam a hipótese de que os dois homens tenham entrado pelas rodas da aeronave – um Boeing 747 – quando ela ainda estava na pista sul-africana. Quando o avião abriu o trem de pouso, perto do aeroporto de Heathrow, um dos homens teria despencado. Segundo estimativas do jornal ‘The Guardian’, o avião estaria a uma altitude de 427 metros naquele momento.

Fiéis de uma igreja próxima ao local onde o corpo foi encontrado farão uma cerimônia nesta sexta em homenagem às vítimas, disse o reverendo Neil Summers ao ‘Guardian’.

“É muito chocante quando uma coisa desse tipo acontece na sua porta. Assim como os imigrantes que atravessam o mar para vir do norte da África para a Europa, este é mais um exemplo de como as pessoas estão desesperadas para chegar a esse país e conseguir uma vida melhor.”

O voo entre as duas cidades, distantes em 12.875 km, normalmente leva cerca de 11 horas. O trem de pouso chega a atingir até -60ºC no período em que o avião está em alta altitude.

Não é o primeiro caso do tipo. Em setembro de 2012, Jose Matada, 26, morreu após cair do trem de pouso de um avião que fazia o trajeto entre Luanda (Angola) e o aeroporto de Heathrow. Seu corpo foi encontrado em uma rua de Mortlake, nos arredores de Londres.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir