Eleições 2016

Partidos lançam 254 candidaturas a prefeito no Amazonas

Dos 35 partidos políticos registrados junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 27 lançaram candidatos a prefeito no Amazonas, tanto na capital quanto interior. O campeão de prefeituráveis é o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que, nestas eleições, lançou a candidatura de 41 aspirantes a prefeito em todo o Estado. Entretanto, na capital, o partido integra a coligação “Por Uma só Manaus”, com o candidato a vice-prefeito, o deputado federal Marcos Rotta, na chapa encabeçada pelo candidato à reeleição, prefeito Arthur Neto (PSDB).

O secretário-geral do PMDB, Miguel Capobiango, ressaltou que o projeto do partido é eleger o maior número possível de prefeitos no interior do Estado e demarcar posição da legenda, comandada no Amazonas pelo senador Eduardo Braga.

Em segundo lugar no ranking de candidaturas, está o novato Partido Republicano da Ordem Social (Pros), cujo registro somente foi autorizado pelo TSE em 2013. A legenda, que tem como presidente regional o governador José Melo, disputa estas eleições com 33 candidatos a prefeito no interior. Em Manaus, no entanto, a sigla não possui candidato majoritário e nem apoia oficialmente nenhum dos nove prefeituráveis que disputam o Poder Executivo municipal, mesmo fazendo parte da coligação proporcional da chapa encabeçada por Marcelo Ramos (PR).

Em seguida, aparece o Partido Social Democrático (PSD), com 32 candidaturas majoritárias no interior do Estado. Em Manaus, a sigla – que tem apenas 5 anos de fundação e é presidida pelo senador Omar Aziz – disputa o cargo de vice-prefeito, na figura do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Josué Neto, na chapa de Ramos.

Na quarta posição, com 17 candidaturas cada, estão empatados o Partido da República (PR), dirigido no Amazonas pelo deputado federal Alfredo Nascimento, que aposta no nome de Marcelo Ramos para se eleger prefeito de Manaus nas eleições de outubro, e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que tem como expoente máximo o prefeito Arthur Neto, candidato à reeleição.

Procurado pela reportagem, o deputado federal Alfredo Nascimento disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que o partido se preparou para lançar candidaturas a prefeito e vice em todo o Estado.

“Estamos com candidaturas próprias nos maiores municípios do Amazonas e em outros 30 estamos disputando com candidatos a vice. Nos demais, estamos apoiando candidatos fortes de outros partidos. Apostamos muito na renovação ao lançar candidatos jovens não só em Manaus, mas em outros municípios, como Eirunepé. Acredito que vamos eleger, no mínimo, uns dez prefeitos. O PR sairá dessa eleição fortalecido, inclusive, se Deus quiser, elegendo o prefeito de Manaus e uma grande bancada de vereadores em todos os municípios”, disse Alfredo.

Com uma presença mais tímida, se comparado às últimas eleições, o Partido dos Trabalhadores (PT) lançou apenas dez candidaturas a prefeito, sendo uma delas em Manaus, na figura do deputado estadual José Ricardo. Outras siglas tradicionais no universo dos partidos políticos do Brasil, como PDT, PCdoB, PPS e PP, vêm com poucos candidatos neste pleito (ver quadro).

Os partidos Solidariedade e Rede Sustentabilidade, cujos registros eleitorais são bem recentes, vêm com seis candidaturas cada, inclusive na cidade de Manaus, com os candidatos Henrique Oliveira e Luiz Castro, respectivamente.

Outros considerados “nanicos”, como PSDC e PTdoB possuem, cada, apenas um candidato a prefeito no interior, nos municípios de Tabatinga e Itapiranga, respectivamente.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir